ALVORECER DE UM NOVO XAMÃ ...




A vida é energia!

Espelhada pelo Grande Espírito aos Quatro Ventos, tomou as mais variadas formas.

Todos nós vivemos das energias uns dos outros, em trocas ou apropriações. Todos os seres alimentam-se da energia de outros seres. A vida para manter-se viva precisa da morte! E a morte é apenas um veículo nessa troca de energias. Porquanto a morte é companheira da vida e, as duas, irmanadas, lutam contra a não vida.

Será possível conciliarmos uma mente especulativa com um coração xamã?

Esta é a grande esperança: recuperar a beleza poética de uma fé que possa ser a grande ponte para interligar esse abismo.

O alvorecer de um novo xamã. Convivendo entre as descobertas da internet, com sua mente aqui calculista, aguçando seu sentido felino da busca até a última resposta! O seu coração entrementes, refugiando-se lá, antes da linha divisória, nas pradarias, nos rios e lagos, nas mata, sonhando com as montanhas e adorando o Sol...

Olho para os teus olhos e vejo nele inquietações. Sei que são difíceis as transformações, porque estás cercado de artificialidade. Como retornar uma vida voltada para energias naturais? Será negativo tentar uma mudança idealizada. Ser xamã não é mudar-se para o campo abandonando sua forma atual de ser. Se desejas viver o xamanismo, não sonhe com coisas impossíveis, postergando para o nunca uma atitude que pode tomar a partir de hoje. Para se ser Xamã, terá que construir uma nova postura perante a existência, com humildade; a vida não é uma mera relação social entre seres humanos. É uma soma na universalidade de todos os seres.

Afinal não somos sonhadores, como muitos afirmam; somos sim realizadores de sonhos; aqueles que são capazes de falar com pássaros, e outros animais numa aldeia de cimento. Que convivendo com pessoas artificiais, vulgares em seus anseios utilitários, interesseiras frente ao consumismo global, possuem uma visão de unidade com a essência e que são capazes de se emocionar com as belezas dela. Belezas que estão presentes em todas expressões da natureza.



Mário Scherer


Extraído do livro “Canção do Vento” de Mário Scherer.


Namasté...

PORQUE GRITAMOS ???



Um dia, um pensador indiano fez a seguinte pergunta aos seus discípulos:

"Porque é que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?"
"Gritamos porque perdemos a calma", disse um deles.

"Mas, por que gritar quando a outra pessoa está ao seu lado?" Questionou
novamente o pensador.

"Bem, gritamos porque desejamos que a outra pessoa nos ouça", retrucou outro
discípulo.

E o mestre volta a perguntar:

"Então não é possível falar-lhe em voz baixa?" Várias outras respostas surgiram,
mas nenhuma convenceu o pensador.

Então ele esclareceu:

"Vocês sabem porque se grita com uma pessoa quando se está aborrecido?"

O facto é que, quando duas pessoas estão aborrecidas, os seus corações afastam-se muito.

Para cobrir esta distância precisam gritar para poderem escutar-se mutuamente.

Quanto mais aborrecidas estiverem , mais forte terão que gritar para se ouvirem um ao outro através da grande da grande distância.

Por outro lado, o que sucede quando duas pessoas estão apaixonadas?

Elas não gritam . Falam suavemente. E porquê? Porque os seus corações estão muito perto.

A distância entre eles é pequena . Às vezes os seus corações estão tão próximos ,que nem falam somente sussurram.


E quando o amor é mais intenso, não necessitam sequer de sussurrar, apenas se olham e basta.


Os seus corações entendem-se .É isso que acontece quando duas pessoas se amam estão próximas.

“Por fim o pensador conclui, disse:

"Quando vocês discutirem, não deixem que os vossos corações se afastem, não digam palavras que os distanciem mais ,pois chegará um dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o CAMINHO DE VOLTA.

Mahatma Gandhi


Namasté...

NINGUEM SE ENCONTRA POR ACASO ...




SE VOCE ESTA A VER ESTE BLOG...ESTE VIDEO ...
SERÁ CERTAMENTE POR UM OU OUTRO MOTIVO ...
MAS...
NADA É POR ACASO ...


Namasté...

CAMINHADA ...




Às vezes nos sentimos meio perdidos, sozinhos e sentimos a necessidade de buscar novos caminhos para nossas vidas...


Nessa caminhada, encontramos muitas pedras que lapidadas transformam-se em uma jóia preciosa: A experiência!


Encontraremos pessoas mais novas...
E com elas reaprenderemos a inocência perdida...


Encontraremos pessoas mais idosas...
E com elas aprenderemos a ser maduros...


Aprenderemos que o fogo que queima também esquenta as noites de frio...


Em algum momento nossa caminhada será interrompida e aprenderemos que foi apenas uma pausa para o descanso da alma...


Às vezes achamos que perdemos algumas pessoas, mais depois percebemos que elas é que nos perderam.


Sentiremos medo e solidão, mas encontraremos sempre a mão amiga daquele que foi crucificado por nós...


E se achamos que a caminhada é longa demais, temos a garantia do abraço sempre aconchegante daqueles que também dariam a vida por nós: Nossos pais.


Ao final desta grande caminhada que se chama VIDA, perceberemos que o que realmente importa são aquelas coisas que podemos carregar dentro de nossos corações.


Portanto, guarde somente os bons sentimentos.
Assim chegaremos com o coração leve e a mala cheia de boas lembranças...




Namasté...

TODOS SOMOS APRENDIZES ...



Todos somos aprendizes,
Mas não somos apenas aprendizes,
Pois existe sempre algo que temos para ensinar.
Ainda que diante do Universo,
A nossa ignorância nos faça sentir insignificantes.

Não importa quantas vezes já vivemos,
Importa que em todas as passagens terrenas
Tenhamos sido e sejamos sempre aprendizes.
Se sempre aprendermos algo,
Tanto nesta vida como nas próximas,
Teremos já algo para ensinar,
À medida que continuamos também aprendendo!

Cada novo aprendizado,
Traz consigo uma nova dúvida,
Uma nova questão….e talvez
Milhões de respostas.

Aprendemos quando erramos,
E aprendemos mesmo quando acreditamos no contrário.
Silenciar deverá ser o aprendizado mais difícil,
Porque é o silenciar que nos leva ao encontro do nosso “Eu”,
Ao encontro da nossa intimidade.

Aquele que procura o verdadeiro aprendizado,
É aquele que procura o aprendizado da Alma
E o faz de forma consciente.
Não podemos entregar a nossa alma,
O nosso coração ou fantasiar sobre o nosso aprendizado.
Somos tão responsáveis pelo que aprendemos
Como por aquilo que ensinamos.

Somos todos aprendizes de nós mesmos,
Somos também Mestres de nós mesmos,
Aprendemos com a nossa vivência,
Aprendemos os nossos próprios caminhos.

Encontramos o caminho dos nossos erros,
Das nossas conquistas.
Nunca saberemos o preço do nosso aprendizado,
O quanto nos custou
Cada passo que demos em frente…
Mas sabemos o valor de cada resposta encontrada.

A procura não acaba,
Pois é a própria vida.
É a procura do nosso objectivo.
Seremos sempre Aprendizes e Mestres.
Mestres de eternos Aprendizes


Mariana
Blog Monte Kurama


Namasté...

ERROS E FRUSTAÇÕES ...



Aprenda com os seus erros e siga em frente.
Cada erro, cada frustração traz consigo o potencial de inibí-lo na conquista do seu sonho.
Não permita que uma inibição se transforme em algo que venha paralisá-lo.
Siga em frente e não olhe para traz.
Na realidade é até relativamente fácil deixar para traz as frustrações do passado. Não faz sentido algum tornar as coisas mais difíceis ao acrescentar o seu próprio pesar.

O valor de qualquer realização vem do esforço e disciplina investido na busca da própria realização.
Essa é a razão pela qual diamantes são difíceis de encontrar e também porque são mais valiosos do que as pedras comuns que são achadas em qualquer lugar.

Os tropeços, os erros, as frustrações, os difíceis esforços, todos eles, servem para criar realizações que são seriamente buscadas.
Vá em frente.
Você pode superar todos os tropeços e os fracassos do passado.
Não se ressinta contra eles;
Pelo contrário dê as boas vindas a eles,
Pois são exatamente eles que poderão levá-lo ao topo da montanha


Luz do Oriente

Namasté...

A TARTARUGA ...




Eu percebia que aquilo aborrecia muito os meus pais, porém pouco me importava com isso.
Desde que obtivesse o que queria, dava-me por satisfeito.

Mas, está claro, se eu importunava e agredia as pessoas, estas passaram a tratar-me de igual maneira.

Cresci um pouco e de certa feita me apercebi de que a situação era desconfortante e me preocupei sem, entretanto, saber como me modificar.

O aprendizado me foi dado em um domingo em que fui, com meus pais e meus irmãos, passar o dia no campo.

Corremos e brincamos muito até que, para descansar um pouco, dirigi-me para a margem do riacho que coleava entre um pequeno bosque e os campos. Ali encontrei uma coisa que parecia uma pedra capaz de andar.

Era uma tartaruga.

Examinei-a com cuidado e quando me aproximei mais o estranho animal encolheu-se e fechou-se dentro de sua casca.

Foi o que bastou.

Imediatamente pretendi que ela devia sair para fora e, tomando um pedaço de galho, comecei a cotucar os orifícios que haviam na carapaça.

Mas os meus esforços resultavam vãos e eu estava ficando, como sempre, impaciente e irritado.

Foi quando meu pai se aproximou de mim.

Olhou por um instante o que eu estava fazendo e, em seguida, pondo-se de cócoras junto a mim, disse calmamente:

- Meu filho, você está perdendo o seu tempo.

Não vai conseguir nada, mesmo que fique um mês cotucando a tartaruga.

Não é assim que se faz.

Venha comigo e traga o bichinho.

Acompanhei-o e ele se deteve perto na fogueira que havia aceso com gravetos do bosque. E me disse:

- Coloque a tartaruga aqui, não muito perto do fogo.

Escolha um lugar morno e agradável.

Eu obedeci.

Dentro de alguns minutos, sob a acção do leve calor, a tartaruga pôs a cabeça de fora e caminhou tranquilamente em direcção a mim.

Fiquei muito satisfeito e meu pai tornou a se dirigir a mim, observando:

- Filho, as pessoas podem ser comparadas às tartarugas.

Ao lidar com elas procure nunca empregar a força.

0 calor de um coração generoso pode, às vezes, levá-las a fazer exactamente o que queremos, sem que se aborreçam connosco e até, pelo contrário, com satisfação e espontaneidade.


Desconheço o autor


Namasté...

A MISSÃO DOS SERVIDORES DA LUZ ....



Nestes atuais tempos de transição, milhares de almas provenientes de mundos mais evoluídos estão descendo à densidade terrestre, através de uma encarnação em corpos físicos da Terra. Elas vêm em cumprimento de uma missão, que faz parte do Grande Plano Universal para a Terra. Estes seres de grande amor estão espalhados por todo este planeta. Podem ser nossos amigos, conhecidos, parentes, familiares, enfim, eles estão à nossa volta e caminham junto a nós neste final de ciclo planetário. Nesta seção, esclareceremos pontos importantes a respeito do tão necessário e importante trabalho dos Servidores da Luz, as Sementes Estelares e Semeadores das Estrelas.

Os Servidores da Luz são almas muito especiais. Doaram-se a uma difícil tarefa, a missão de trazer a luz ao nosso tão perturbado planeta. Estas almas estão entre nós, encarnados assim como todos nós. Vieram de outros planetas, onde a evolução está muito além daquilo que nós conhecemos aqui na Terra. Vieram de mundos onde não se conhece a dor, o sofrimento, a raiva, o ódio, o ciúme, a inveja, a desconfiança... e até que viessem ao nosso mundo, não sabiam o que eram estes sentimentos. Mas eles estão aí, entre nós, lutando contra a involução, lutando contra si mesmos, pois toda luta para se vencer as trevas começa dentro de cada um.

Os Servidores da Luz são pessoas muito sensíveis, especialmente às coisas belas, perfeitas e harmoniosas. Geralmente gostam de músicas suaves, que envolvam um maior sentimento de amor. Gostam da natureza, dos animais, de paisagens bonitas... se encantam com as belezas da criação. Sentem estar unidos a Deus e à natureza. São buscadores da Paz e da Harmonia. Emanam uma forte luz que magnetiza a todos que estão ao seu redor. Seus sorrisos transmitem uma alegria incomum. São inteligentes e suas visões vão muito além daquilo que a maioria dos seres humanos consegue enxergar. Eles sabem quando alguém transmite em seus semblantes um sinal de sinceridade ou falsidade. Detestam falsidades e mentiras. Evitam festas e badalações do mundo exterior, pois sentem que assim seus pensamentos ficam obscuros, e perdem a lucidez que normalmente possuem.

Os Servidores da Luz são seres altamente desprendidos da matéria. Eles não lutam pelos bens materiais, se para isso não houver um motivo maior, uma causa superior. Este motivo maior é a busca da Luz, a busca da iluminação espiritual. Eles consideram o lado material como sendo algo "frio", desprovido de qualquer sentimento maior, portanto sem valor algum para a alma.

Os Servidores da Luz, não raro, enfrentam uma vida de muitas dificuldades nos mais variados aspectos. São pessoas diferentes da grande maioria, por natureza. Eles não se conformam com o conhecimento incompleto que possuem sobre si mesmos, e querem saber mais, lutam para que sua consciência adquira níveis superiores, imaginam e sabem que existe um potencial imenso adormecido dentro de si. Querem fazer este potencial aflorar cada vez mais. Num primeiro momento, pode ser que eles tentem se igualar aos humanos, tentar viver como eles e ser como eles; mas em breve tempo eles verão que, por mais que tentem, não conseguirão ser iguais à grande maioria. Começarão a reparar mais nos seus próprios valores e verão que são diferentes, e que de si emanam muita luz. Até que começarão a questionar, mas de forma mais clara, objetiva e definitiva, aquele velho e antigo mistério: "quem sou? de onde vim? para onde vou?" Nesta época poderão haver contatos com as suas famílias estelares, que posteriormente poderão servir como uma forma de prova de que eles realmente são seres vindos de um mundo distante.

Por muito tempo, em suas vidas, inúmeros livros podem ter lhes surgido no decorrer do tempo. Livros sobre poder da mente, espiritualismo, astronomia, astrologia, e assuntos esotéricos em geral. São apreciadores do esoterismo e possuem uma forte tendência a questionar a questão das reencarnações. Muitas vezes se perguntam quem teriam sido em outras vidas. Ao fazer este tipo de pergunta, podem vir à mente imagens-símbolos que significam, em palavras: "fora da Terra". Pode-se visualizar o Planeta Terra e o Espaço Sideral, as estrelas e os astros. Talvez eles possam se visualizar como esferas de luz brilhantes, seres que vivem no espaço ou em algum outro local que não seja o planeta Terra. Mais tarde poderão ser invadidos por um sentimento relacionado a um Amor imenso, misturado com uma saudade desconhecida. Saudade de um lugar, de uma condição, de uma situação que é diferente da que se encontra atualmente. Isso sensibilizará a pessoa de forma que ela possa se isolar do mundo. A sua forte sensibilidade muitas vezes estará aflorada, quando estas lembranças de saudade invadirem seu coração.

Os Servidores da Luz muitas vezes não se lembram de quem são, durante uma vida inteira. Mas sempre têm e sempre tiveram uma forte atração por assuntos transcendentais, sempre quiseram e desejaram, no fundo de seus corações, a evolução espiritual de suas almas. Já podem ter se sentido muito culpados pelos seus erros do passado, e lutam para que possam corrigi-los e substituí-los por obras positivas.

O despertar destas almas, para suas verdadeiras identidades, muitas vezes ocorre durante a sua juventude, ou então na faixa dos 30 aos 50 anos de idade. Podem vir lembranças, sensações diferentes e uma abrupta mudança de consciência. É uma transformação que muda radicalmente suas vidas, pois as mudanças iniciam-se nas raízes de suas existências. Toda a vida destas pessoas deverá, portanto, se reformular com o tempo. Mas somente a luta interior e a busca da compreensão das mudanças pelo lado espiritual, poderão contribuir efetivamente no processo de transformação e ascensão. Nesta época muitas serão as dúvidas, e poucas as respostas. Mas as respostas devem ser procuradas a qualquer custo. Será um período de dificuldades interiores e exteriores, a vida parecerá incerta, confusa e sem sentido. Uma mudança de grande magnitude se processa, uma luz e um incrível potencial, de grande amplitude, começa a se desenvolver e romper "as cascas do ovo". Está nascendo um novo ser humano, mas também é um ser que é muito mais que um simples ser humano, ele é multidimensional e suas capacidades serão cada vez mais aumentadas. A sua visão astral poderá ser ativada, bem como a sua audição que vai muito além do plano físico. Seus sentidos se tornarão aguçados, e muitos serão os benefícios com isso. A consciência agora se torna multidimensional, ou seja, capaz de perceber o mundo de uma maneira extremamente mais ampla. Estas mudanças de consciência geralmente levam algum tempo até se processarem inteiramente. Nos tempos atuais os processos estão muito mais rápidos, devido à elevação vibracional pela qual a Terra está passando. Muitas pessoas no momento já estão despertando e os processos estão se intensificando cada vez mais. A cada um é preciso, somente, ter muita calma e confiança nos desígnios divinos. É preciso ter sempre em mente a idéia de que sempre há por trás de tudo, a orientação divina. Lembrem-se: vocês recebem orientação divina. Logo, vocês não têm o que temer. Lutem para que os seus desejos e os seus ideais se concretizem, e permitam que o seu coração, somente, dite o ritmo dos acontecimentos e aprendizados de sua vida.


Autor desconhecido mas um de "nós" certamente :D

Namasté...

2012 E A ASCENÇÃO PLANETÁRIA ...

Para que é tanto medo ..tantas duvidas ..tantas questões ...
É TAO SIMPLES O QUE NOS PEDEM ....




Namasté...

REENCARNAÇÃO ... ACREDITA ???



Namasté...

ESTAMOS SOS NO UNIVERSO ???



Namasté...

VENCENDO AS ENERGIAS NEGATIVAS ...







Todos nós sabemos que as energias negativas são uma das maiores preocupações do ser humano.
Procurar fugir delas é "besteira".
Ela nos alcança em qualquer lugar do planeta.
Mas podemos nos defender, começando a tomar uma série de atitudes e providências.
Abaixo seguem seis dicas pessoais para começar a combatê-las.



1. NÃO TEMER NINGUÉM
Uma das armas mais eficazes na subjugação de um ser é impingir-lhe o medo, sentimento capaz de uma profunda perturbação interior, vindo até a provocar verdadeiros rombos na aura, deixando o indivíduo vulnerável a todos os ataques.
Temer alguém significa colocar-se em posição inferior, não acreditar em si mesmo e em seus potenciais; temer significa falta de fé.
O medo faz com que baixemos o nosso campo vibracional, tornando-nos assim vulneráveis às forças externas. Sentir medo de alguém é dar um atestado de que ele é mais forte e poderoso.
Quanto mais você der força ao opressor, mais ele se fortalecerá.




2. NÃO SINTA CULPA
Assim como o medo, a culpa é um dos piores estados de espírito que existem.
Ela altera nosso campo vibracional, deixando nossa aura (campo de força) vulnerável ao agressor.
A culpa enfraquece nosso sistema imunológico e fecha os caminhos para a prosperidade.
Um dos maiores recursos utilizados pelos invejosos é fazer com que nos sintamos culpados pelas nossas conquistas.
Não faça o jogo deles e saiba que o seu sucesso é merecido.
Sustente as suas vitórias sempre!




3. ADOTE UMA POSTURA ATIVA
Nem sempre adoptar uma postura defensiva é o melhor negócio.
Enfrente a situação. Lembre-se sempre do exemplo do cachorro: quem tem medo do animal e sai correndo, fatalmente será perseguido e mordido.
Já quem mantém a calma e contorna a situação pode sair ileso.
Em vez de pensar que alguém pode influenciá-lo negativamente, por que não se adiantar e influenciá-lo beneficamente?
Ou será que o mal dele é mais forte que o seu bem?
Por que será que nós sempre nos colocamos numa atitude passiva, de vítimas?
Antes que o outro o alcance com sua maldade, atinja-o antecipadamente com muita luz e pensamentos de paz, compaixão e amor.





4. FIQUE SEMPRE DO SEU LADO
A maior causa dos problemas de relacionamentos humanos é a 'Auto-Obsessão'.
A influência negativa de uma pessoa sobre outra sempre existirá enquanto houver uma ideia de dominação, de desigualdade humana, enquanto um se achar mais e outro menos, enquanto nossas relações não forem baseadas pelo respeito mútuo.
Mas grande parte dos problemas existe porque não nos relacionamos bem com nós mesmos.
'Auto-Obsessão' significa não se gostar, não se apoiar, se auto-boicotar, se desvalorizar, não satisfazer suas necessidades pessoais e dar força ao outro, permitindo que ele influencie sua vida, achar que os outros merecem mais do que nós.
É não ouvir a voz da nossa alma, é dar mais valor à opinião dos outros.
Os que enveredam por esse caminho acabam perdendo sua força pessoal e abrem as portas para toda sorte de pessoas dominadoras e energias de baixo nível.
A força interior é nossa maior defesa.




5. SUBA PARA POSIÇÕES ELEVADAS
As flechas não alcançam o céu.
Coloque-se sempre em posições elevadas com bons pensamentos, palavras, ações e sentimentos nobres e maduros.
Uma atmosfera de pensamentos e sentimentos de alto nível faz com que as energias do mal, que têm pequeno alcance, não o atinjam.
Essa é a melhor forma de criar 'incompatibilidade' com as forças do mal.
Lembre-se: energias incompatíveis não se misturam.




6. FECHE-SE ÀS INFLUÊNCIAS NEGATIVAS
As vias de acesso pelas quais as influências negativas podem entrar em nosso campo, são as portas que levam à nossa alma, ou seja, a mente e o coração.
Mantenha ambos sempre resguardados das energias dos maus pensamentos e sentimentos, e fuja das conversas negativas, maldosas e depressivas.
Evite lugares densos e de baixo nível.
Quando não puder ajudar, afaste-se de pessoas que não lhe acrescentam nada e só o puxam para o lado negativo da vida.
O mesmo vale para as leituras, programas de televisão, filmes, músicas e passatempos de baixo nível.



Namasté...

ACEITAR A DOR ...





Quanto mais queres que a dor passe, mais forte ela fica, quanto mais tu pensas, mais dói, pois o teu foco mental está ali na dor, sem aceitar vivenciá-la.
A dor fica cada vez mais forte porque sabe que só assim, mais cedo ou mais tarde, será tão insuportável que terás mesmo de vivenciá-la.

Quanto eu te digo para sentires, apenas prolongo o efeito da dor no teu coração. Apenas faço com que fiques ali, a sentir a dor que se prolonga, e tu ali, a sentir a dor, a sentir, a perceber que é sempre igual, a dor é forte mas sente-se sempre igual, com a mesma intensidade.
E ficas ali, a sentir a dor, a sentir a dor.

Vai chegar uma altura em que, de tanto sentir a dor, a mesma se torna monótona.
A tua cabeça, ao percepcionar a monotonia e a aceitação, vai voar para outras direcções.
Vai trazer-te pensamentos, visões, o que for, mas o certo é que o foco deixou de estar na dor.
Enquanto os pensamentos vão e vêm, a dor toma agora o lugar de uma navegadora solitária, distante e muito pouco constrangedora.

Aceitei a dor, deixei de a sentir.
Recusei a dor, cada vez ela dói mais.
Este é o ensinamento e este ensinamento serve para a dor, mas serve também para todos os assuntos que nos custam a enfrentar.
Esta dualidade de aceitar vivenciar o que não se tolera é um grande impulso para o desmembramento da energia kármica.


Alexandra Solnado



Namasté...

YANTRA ...

Yantra literalmente significa assomar, instrumento ou maquina.

Na atualidade, um yantra é uma representação simbólica do aspecto de uma divindade, normalmente a Deusa Mãe ou Durga.

Ele é uma matriz interconectada de figuras geométricas, círculos, triângulos e padrões florais que formam um padrão fractal de elegância e beleza.

Embora desenhado em duas dimensões, um yantra deve representar um objeto sagrado tri-dimensional.

Os yantras Tri-dimensionais estão se tornando incrivelmente comuns.

Embora o yantra seja uma ferramenta usada na meditação por ambos sérios pesquisadores espirituais e escultores da tradição clássica, sua shakti é também disponível para pesquisadores iniciantes com sincera devoção e boas intenções.

Acredita-se que yantras místicos revelam a base interna das formas do universo.

A função dos Yantras é ser símbolo de revelação das verdades cósmicas.


[ desligue a musica do blog para acompanhar o video ]





Namasté...

NAO ESPERE ...



Namasté...

REIKI E EGO ...




A consciência do corpo é o nosso “EU” errado,

É o nosso “Ego”

Descobrir esse “Eu” deverá ser a nossa missão,

Pois procurando a sua fonte, ele irá desaparecer.

Tudo que é necessário é a perda do ego!

Somos essencialmente uma única consciência!

“Deixe o Ego dormir para o Reiki Fluir”

A física quântica vai ao encontro dos ensinamentos de grandes mestres como Buda e Krishna, que nos ensinam a Amar a tudo e a todos, sem apegos materiais e sem ilusão que o mundo exterior cria em nosso ego humanizado.

O espírito só deixará de encarnar em um mundo de provas e expirações, como é a Terra, quando conseguir transcender essa ilusão criada pelo ego humanizado que o impede de Amar Incondicionalmente.

Nada neste mundo material nos pertence, nem nos nossos actos exteriores.

A única coisa que pertence ao espírito em provação na Terra é o sentimento.

O livre-arbítrio consiste em escolher se vamos ou não Amar Incondicionalmente.

É preciso ver sempre a essência por trás da aparência.

E só o Amor é Real.

Este ensinamento é fundamental para se sintonizar com a energia cósmica universal.

Não é um título que nos dá o Ser.

Quando dizemos constantemente: Eu Sou, Eu Quero, Eu Posso; estamos a deixar o nosso ego fluir!

O Ego utiliza-se da nossa mente para agir, é exactamente aí que alimentamos nossos defeitos quando lhes damos ouvidos.

O nosso Real Ser não se comunica connosco através dos pensamentos.

Ele comunica-se através da Intuição.

Temos de “ouvir” a voz do coração, a voz de Deus!

Só ouvimos a voz do coração quando atingimos o Silêncio Mental.

Reiki e Ego não combinam, pois o Ego mata o Amor Incondicional.

Quem diz Eu Sou, Eu Posso, Eu Tenho, não sabe Amar Incondicionalmente.

Não precisamos gritar aos ventos “EU SOU”, pois perante Deus somos todos Iguais.

O Ego nada tem de Divino.

O Ego tem mil caras e mil máscaras.

Por vezes é rude, impiedoso, violento cínico, cruel… outras é educado, fino, sincero, amoroso, místico…

O Ego usa a máscara que mais lhe convier.

O EU, de acordo com as circunstâncias, mostra-se tal como é ou esconde-se sob finas subtilezas.

O Ego não é mais que um grupo de "Eus"!

Deixe o Ego dormir, para o Reiki Fluir!


Mariana

Monte Kurama


Namasté...

AMAR PORQUE É PRECISO ...




É fácil amar quem nos ama.

Difícil é amar os que nos ignoram ou são hostis.

É fácil amar quem nos entende.

Difícil é amar aqueles para quem somos e sempre seremos invisíveis.

É fácil amar nossos filhos quando eles saem do jeito que sempre sonhamos.

Difícil é amá-los quando o destino que eles abraçam nos impõe desafios extraordinários.

É fácil dizer que amamos Deus quando o "seja feita a vossa vontade" é igual a nossa vontade.

Difícil é amá-Lo nas crises, quando o "seja feita a vossa vontade" é diametralmente oposta à nossa vontade.

É fácil amar alguém saudável, alto astral, alegre, auto-suficiente.

Difícil é amá-lo sem desertar, na hora da sua queda e do seu declínio.

É fácil amar o exitoso, o bem sucedido, o bem estruturado.

Difícil é amar o falido, o fracassado, o que nos pede dinheiro emprestado, o pedinte mal cheiroso.

É fácil amar quem sempre espelha o nosso lado melhor e mais bonito.

Difícil é amar aqueles que projetam as nossas sombras.

É fácil amar quem nos apóia e sempre está ao nosso lado.

Difícil é deixá-lo partir, reconhecendo que ele tem novos horizontes e novas metas dos quais não fazemos mais parte.

É fácil amar quem facilita a nossa vida, quem nos abre caminhos, quem se constitui degrau para o nosso progresso.

Difícil é amar os que reiteradamente nos criam obstáculos, tropeços e embaraços.

É fácil amar o nosso jardim, as nossas flores, os nossos animais de estimação, afinal eles não nos argúem nem nos contestam.

Difícil é amar os que retrucam, os que tem opiniões contrárias, os que desestabilizam as nossas crenças.

Não se sinta culpado, leitor!

Eu, como você e milhares de outros seres humanos temos amado da maneira mais fácil.


Mas enquanto ainda não atingimos melhor grau evolutivo,

amemos (muito) do jeito que sabemos,

do jeito que podemos e conseguimos porque,

muito pior do que um jeito de amar ainda imaturo,

é a tristeza da total incapacidade de amar...

Autor Desconhecido


Namasté...

A SERPENTE E O SÁBIO ...



Contam as tradições populares da Índia que existia uma serpente venenosa em certo campo.
Ninguém se aventurava a passar por lá, receando-lhe o assalto.
Mas um santo homem, a serviço de Deus, buscou a região, mais confiado no Senhor que em si mesmo.
A serpente o atacou desrespeitosa.
Ele dominou-a, porém, com o olhar sereno, falou:

- Minha irmã, é da lei que não façamos mal a ninguém.

A víbora recolheu-se, envergonhada.
Continuou o sábio o seu caminho e a serpente modificou-se completamente.
Procurou os lugares habitados pelo homem, como desejosa de reparar os antigos crimes.
Mostrou-se integralmente pacífica, mas, desde então, começaram a abusar dela.

Quando lhe identificaram a submissão absoluta, homens, mulheres e crianças davam-lhe pedradas.
A infeliz recolheu-se à toca, desalentada.
Vivia aflita, medrosa, desanimada.

Eis, porém, que o santo voltou pelo mesmo caminho e deliberou visitá-la.
Espantou-se, observando tamanha ruína.
A serpente contou-lhe, então, a história amargurada.
Desejava ser boa, afável e carinhosa, mas as criaturas peseguiam-na.

O sábio pensou, pensou e respondeu após ouví-la:

- Mas, minha irmã, ouve um engano de tua parte.
Aconselhei-te a não morderes ninguém, a não praticares o assassínio e a perseguição, mas não te disse que evitasses assustar os maus.
Não ataques as criaturas de Deus, nossas irmãs no mesmo caminho da vida, mas defende a tua cooperação na obra do Senhor.
Não mordas, nem firas, mas é preciso manter o perverso à distância, mostrando-lhe os teus dentes e emitindo os teus silvos.


Espírito André Luiz - Chico Xavier


Namasté...

O ANEL ...

Mystics MySpace Comment

Um aluno chegou a seu professor com um problema:

- Venho aqui, professor, porque me sinto tão pouca coisa, que não
tenho forças para fazer nada. Dizem que não sirvo para nada, que não
faço nada bem, que sou lerdo e muito idiota. Como posso melhorar?
O que posso fazer para que me valorizem mais?

O professor sem olhá-lo, disse:

- Sinto muito meu jóvem, mas agora não posso ajudá-lo, devo primeiro
resolver o meu próprio problema. Talvez depois. E fazendo uma pausa
falou:
- Se você me ajudar, eu posso resolver meu problema com mais
rapidez e depois talvez possa ajudar você a resolver o seu.


- Claro, professor, gaguejou o jovem, mas se sentiu outra vez desvalorizado


O professor tirou um anel que usava no dedo pequeno, deu ao garoto e disse:

Monte no cavalo e vá até o mercado. Deve vender esse anel porque
tenho que pagar uma dívida.

É preciso que obtenha pelo anel o máximo possível, mas não aceite
menos que uma moeda de ouro. Vá e volte com a moeda o mais rápido
possível.



O jovem pegou o anel e partiu.

Mal chegou ao mercado começou a oferecer o anel aos mercadores.
Eles olhavam com algum interesse, até quando o jovem dizia o quanto
pretendia pelo anel.

Quando o jovem mencionava uma moeda de ouro, alguns riam, outros saiam
sem ao menos olhar para ele, mas só um velhinho foi amável a ponto de
explicar que uma moeda de ouro era muito valiosa para comprar um anel.


Tentando ajudar o jovem, chegaram a oferecer uma moeda de prata e uma
xícara de cobre, mas o jovem seguia as instruções de não aceitar menos
que uma moeda de ouro e recusava as ofertas.



Depois de oferecer a jóia a todos que passavam pelo mercado e abatido
pelo fracasso, montou no cavalo e voltou. O jovem desejou ter uma
moeda de ouro para que ele mesmo pudesse comprar o anel, assim
livrando a preocupação de seu professor e assim podendo receber sua
ajuda e conselhos.


Entrou na casa e disse:

- Professor, sinto muito, mas é impossível conseguir o que me pediu.
Talvez pudesse conseguir 2 ou 3 moedas de prata, mas não acho que se
possa enganar ninguém sobre o valor do anel.


Importante o que me disse meu jovem, contestou sorridente. Devemos
saber primeiro o valor do anel. Volte a montar no cavalo e vá até o
joalheiro. Quem melhor para saber o valor exato do anel? Diga que quer
vender o anel e pergunte quanto ele te dá por ele. Mas não importa o
quanto ele te ofereça, não o venda. Volte aqui com meu anel.


O jovem foi até ao joalheiro e lhe deu o anel para examinar. O
joalheiro examinou o anel com uma lupa, pesou o anel e disse:
- Diga ao seu professor que, se ele quer vender agora, não posso dar
mais que 58 moedas de ouro pelo anel.
- 58 MOEDAS DE OURO! Exclamou o jovem.
- Sim, replicou o joalheiro, eu sei que com tempo eu poderia oferecer
cerca de 70 moedas, mas se a venda é urgente...



O jovem correu emocionado a casa do professor para contar o que correu.

- Senta, disse o professor e depois de ouvir tudo que o jovem lhe contou, disse:
- Você é como esse anel, uma jóia valiosa e única. Só pode ser
avaliada por um especialista. Pensava que qualquer um podia descobrir
o seu verdadeiro valor?
E dizendo isso voltou a colocar o anel no dedo.

Todos nós somos como esta jóia. Valiosos e únicos e andamos por todos
os mercados da vida pretendendo que pessoas inexperientes nos
valorizem.


Repense o seu valor!
Aprenda a valorizar o seu EU …


Dinis Bento

Namasté...

UNIVERSOS PARALELOS ...

Nunca lhe aconteceu passar por uma situação em que ficou com a perfeita noção de que já tinha passado por isso ( deja vu )...

Nunca lhe aconteceu sentir de imediato uma ligação com uma pessoa que nunca tinha visto antes e sentir se ficar ligada a ela?....

Nunca lhe aconteceu olhar para uma pessoa desconhecida e sentir de imediato uma repulsa, um ódio , um rancor etc…

Como explica essas situações?

Difícil não é?

Este documentário explica um pouco o porque dessas situações …

Tenho a certeza que vai ligar a mensagem do documentário a certas passagens da sua vida …




Namasté...