PARA QUÊ ???



Da próxima vez que você se sentir tentado de culpar, condenar, vingar-se ou agir movido pela raiva, pergunte-se: o que você vai ganhar com isso?
Da próxima vez que começar a se preocupar, sentir medo de algo ou pena de si mesmo, pergunte-se: que benefício isso vai trazer?

Todos os seus pensamentos e acções têm um resultado.
Então, o que quer que você faça, saiba o porquê de estar fazendo.
Porque o que quer que você esteja almejando, vai acontecer.
A qualidade e a essência na sua vida são determinadas por onde você concentra sua energia e atenção.

Focado na ira, você terá razões de sobra para ficar irado.
Focado nas preocupações, você terá muito para se preocupar.

Em vez disso, concentre-se na gratidão e você terá muitas razões para sentir-se agradecido.
Adopte uma atitude positiva e você fará coisas boas acontecerem.

Dirija sua energia e sua atenção para o lado abundante da vida.
Espere pelo melhor e você fará com que o melhor aconteça

Desconheço o autor



Namasté...

FABULA DA CONVIVÊNCIA ...



Durante uma glaciação muito remota, quando parte do globo terrestre estava coberto por densas camadas de gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram indefesos, por não se adaptarem às condições do clima hostil.


Foi então, que uma grande vara de porcos-espinhos, numa tentativa de se proteger e sobreviver, começou a se unir, a juntar-se mais e mais.

Assim, cada um podia sentir o calor do corpo do outro e, juntos, bem unidos agasalhavam-se mutuamente, aqueciam-se, enfrentando por mais tempo aquele inverno tenebroso.

Porém, vida ingrata, os espinhos de cada um começaram a ferir os companheiros mais próximos, justamente aqueles que lhes forneciam mais calor, aquele calor vital, questão de vida ou morte.

Afastaram-se feridos, magoados, sofridos.

Dispersaram-se por não suportarem mais tempo os espinhos dos seus semelhantes.

Doíam muito… Mas, essa não foi a melhor solução. Afastados, separados, logo começaram a morrer congelados.

Os que não morreram voltaram a se aproximar, pouco a pouco, com jeito, com precaução, de tal forma que, unidos, cada qual conservou uma distância do outro, mínima mas o suficiente para conviver sem ferir, para sobreviver sem magoar, sem causar danos recíprocos.

Assim suportaram-se, resistindo à longa era glacial.
Sobreviveram.



É fácil trocar palavras, difícil é interpretar os silêncios.

É fácil caminhar lado a lado, difícil é saber como se encontrar.

É fácil beijar o rosto, difícil é chegar ao coração.

É fácil apertar as mãos, difícil é reter o seu calor.

É fácil sentir o amor, difícil é conter a sua torrente."

Desconheço o autor



Namasté...

ACREDITO NAS PESSOAS ...



Acredito nas pessoas.
Especialmente naquelas em que habita algo mais que a humanidade.
Aquelas que, às vezes, a gente confunde com anjos e outras entidades divinas....
Falo daquelas pessoas que existem em nossas vidas e enchem nosso espaço com pequenas alegrias e grandes atitudes...
Daquelas que te olham nos olhos quando precisam ser verdadeiras, que tecem elogios, agradecem e pedem desculpas com a mesma simplicidade de uma criança...
Pessoas que não precisam fazer jogos para conseguir o que buscam, porque seus desejos são realizados por suas acções e reacções, não por seus caprichos...
Pessoas que fazem o bem e se protegem do mal, apenas com um sorriso, uma palavra, um beijo, um abraço, uma oração...
Pessoas que atravessam as ruas, sem medo da luz que existe nelas, caminham firmes e levantam a cabeça em momentos de puro desespero...
Pessoas que erram mais do que acertam, aprendem mais do que ensinam e vivem mais do que sonham...
Pessoas que cuidam do seu corpo, porque este os acompanhará até o fim.
Não ficam julgando gordos ou magros negros ou brancos...
Pessoas, simplesmente pessoas, que nem sempre têm certeza de tudo, mas acreditam sempre.
Transparentes amigas, espontâneas, até mesmo ingénuas...
Prefiro acreditar em relacionamento baseados em confiança, serenidade, humildade e sinceridade...
Prefiro acreditar naqueles encontros, que nos transmitem paz e um pouco de gratidão...
Prefiro acreditar em homens e mulheres, que reverenciam a vida com a mesma intensidade de um grande amor...
Que passam pela Terra e deixam suas marcas, suas lembranças, que deixam saudades e não apenas rastros...
Homens e mulheres que habitam o perfeito universo e a perfeita ordem nele existente...
Homens e mulheres de alma limpa e puros de coração

Sim ....Ainda acredito nas pessoas ...

Desconheço o autor

Namasté...

REFLEXÕES ...



Namasté...

VOCÊ SABE LIDAR COM OS OBSTÁCULOS ...




O que seria a alegria se não tivéssemos nem um momento de dificuldade?
É verdade que quando estamos tristes dá vontade de desistir, perdemos a esperança, choramos, nos fechamos para o mundo.
Pare um pouco e lembre-se de todas as vezes que você caiu; sempre havia um dia seguinte, um outro e um outro.
Algumas vezes, você sentiu uma mão amiga te levantando.
Outras vezes, você respirou fundo e levantou sozinho, com vontade de tentar mais uma vez.
O importante é saber que sempre após a queda, ainda que demore um pouquinho ou um pouco mais de tempo, você se levanta, mesmo quando acredita que todas as suas forças se extinguiram e que o mundo acabou com elas.
Neste momento, você percebe a importância das amizades, da esperança, da força de vontade, do querer, do buscar, do acreditar.
Acreditar em um mundo melhor, acreditar em amor eterno, em amor fraterno.
Acreditar em paz e respeito pelo planeta e pelo ser humano.
Acreditar também no poder de um sorriso e de uma ajuda sem pedir nada em troca.
E que tem uma pessoa lá em cima, olhando por você.
Provavelmente, você caia de novo mas, tenho certeza, também vai alcançar o topo de muitas montanhas.
O bom de tudo isso é que você vai acumulando experiência e se tornando uma pessoa melhor.
Os maiores ensinamentos da vida estão nos becos escuros, onde parece não ter nada.
Tenha sensibilidade e paciência para saber encontrá-los.
O mundo, com as suas diferenças e semelhanças, funciona em um ciclo perfeito de vida em que todos têm a chance de buscar a felicidade e alcançá-la.
Obstáculos sempre existirão, e pessoas com más intenções estarão a sua volta.
É inevitável que as pedras estejam em nosso caminho.
O diferencial aqui é saber lidar com tudo isso da melhor forma possível, para que você não saia ferido. Saber tirar proveito destas situações, aprendendo com elas; isso poderá tornar a sua vida muito mais fácil e gratificante.


Enviado por mail por LUZ


Namasté...

QUE TAL SENTIR, EM VEZ DE REAGIR?


Que tal sentir, em vez de reagir?


Evite que reacções de outras pessoas influenciem seus próximos passos

Nas relações entre as pessoas existe muita dinâmica, seja de pensamentos, palavras ou acções.

Geralmente acreditamos que praticamente tudo aquilo que é expresso por nós, é de fato nosso.

Porém, várias vezes nos vemos falando, fazendo e até mesmo pensando coisas que normalmente não fariam parte de nosso repertório.

Nesses momentos, com certa confusão mental, passamos a justificar esses instantes, associando-os com eventos que acabaram de ocorrer ("ele me deixou tão nervoso, que fiz isso").

Isso significa que, a partir daí, construímos uma série de comportamentos e julgamentos baseados neste instante atípico e passamos a expressar características diversas das nossas, nos tornando pessoas diferentes, caso situações como esta se tornem constantes.

Um exemplo disso seria quando estamos dentro de nossa "normalidade" e começamos a conversar ou trabalhar com alguém que está sentindo muita raiva.

Esta pessoa está impaciente e, por isso, dá vários sinais de inquietação.

É bem possível que acabe lhe ofendendo.

Sem perceber, você, que se deixa atingir pela ofensa, mesmo que esta não tenha sido intencional, passa então a vibrar na mesma frequência de raiva da outra pessoa.

Rapidamente você vai perdendo a paciência, ficando agressivo e irónico.

Você assume com tal naturalidade aquela postura, que o resto do seu dia fica prejudicado em função disso.

Quando então você se dá conta de seu estado, você passa a associá-lo a outros eventos da sua vida, como as dificuldades financeiras ou o chefe exigente e vai carregando estes factores com culpa (factos que antes de você assimilar a raiva alheia, não lhe passavam na mente).

Em poucos dias, alimentando cada vez mais estes sentimentos e justificando-os em sua mente, você recria sua realidade.

Torna suas contas ainda mais difíceis de pagar ou recebe mais "puxões de orelha" de seu chefe.

Tudo então faz pleno sentido, pois se cria uma roda óbvia de acção e reacção.

Você não se tocou em nenhum momento de que foi a convivência com uma pessoa que gerou o efeito disparador de toda uma reacção em cadeia.

Como evitar reagir inconscientemente às situações e pessoas?

Consciência de quem se é - quando sabemos muito bem quem somos, fica mais fácil identificar sentimentos, pensamentos e acções atípicos;

Foco no presente - se estamos alertas, focados no momento presente, fica nítido quando nossa energia começa a se transformar.

Neste instante, podemos identificar a fonte e combatê-la;

Prestar atenção ao próprio interior - estar atento aos fluxos de pensamentos e sentimentos, assim como à direcção a qual estão nos levando, nos ajuda a simplesmente mudar a rota.

Se os sentimentos são expressões de tristeza, egoísmo, inveja, raiva ou vingança, sabemos que irão influenciar negativamente nossos próximos movimentos.

Pare. Reflicta. Resolva. Relaxe

Quando se perceber agindo de modo estranho, antes de começar a criar as justificativas pare, reflicta, resolva e relaxe:

Pare - Não continue a discutir ou a fazer qualquer coisa no momento em que entender que está reagindo a alguma coisa, pois a tendência é ir complicando mais e mais a situação.

Vejam as brigas entre casais;

Reflicta - Retire-se para algum lugar tranquilo, mesmo que seja o banheiro, e tente se lembrar como tudo começou.

Quem disparou o gatilho?

Será que alguém disse alguma coisa brincando que lhe incomodou profundamente e fez você ficar reagindo sem perceber?;

Resolva - Identificado o problema, resolva-o internamente.

Ninguém tem culpa da sua reacção.

Mesmo que seja uma pessoa cheia de rancor ou raiva que fez algo para você, é o seu livre -arbítrio que decidiu se deixar influenciar ou não;

Relaxe - Resolvido, se acalme, volte ao seu estado anterior de paz e alegria, lembrando-se de todas as boas coisas das quais é agradecido.

E vá em frente!


Desconheço o autor

Namasté...

TALVEZ UM DIA ...




"Desfrute as pequenas coisas, porque

talvez um dia você olhe para trás e se dê conta

de que eram as grandes coisas."

ROBERT BRAULT



Namasté...

NAMASTÉ ...






Namastê ou namasté (em sânscrito: नमस्ते, [nʌmʌsˈteː]) é um cumprimento ou saudação falada, bastante comum no Sul da Ásia. Namaskar é considerado uma forma ligeiramente mais formal, mas ambas as expressões expressam um grande sentimento de respeito.

Utiliza-se na Índia e no Nepal por hindus, sikhs, jainistas e budistas. Nas culturas indianas e nepalesas, a palavra é dita no início de uma comunicação verbal ou escrita. Contudo, o gesto feito com as mãos dobradas é feito sem ser acompanhado de palavras quando se despede. Na ioga, namaste é algo que se dirá ao instrutor e que, nessa situação, significa “sou o seu humilde criado”.

Literalmente significa "curvo-me perante ti"; a palavra provém do sânscrito namas, "curvar-se", "fazer uma saudação reverencial", e (te), "te".

Quando dito a outra pessoa, é normalmente acompanhada de uma ligeira vénia feita com as duas mãos pressionadas juntas, as palmas tocando-se e os dedos apontando para cima, no centro do peito. O gesto também pode ser realizado em silêncio, contendo o mesmo significado. É a forma mais digna de cumprimento de um ser humano para outro.

Quando dito a outra pessoa, também poderá significar: "O Deus que há em mim saúda o Deus que há em ti".



http://pt.wikipedia.org/


PARA TODOS OS QUE ME VISITAM :



NAMASTÉ



Pink Gloves Dance ...


O clip mostra o pessoal do St. Vicente Medical Center (Providence, Oregon, USA) a dançar para a consciencialização do cancro de mama.



Eles vão receber uma grande doação da empresa que produz as luvas cor de rosa, quando o vídeo no YouTube for visto milhões de vezes.


Por favor envie o link para que os seus amigos vejam o clip. Não custa nada e sempre podem apreciar o filme.


O hospital fê-lo com pessoal do seu staff e alguns pacientes.

Vai receber uma determinada quantia dependendo do número de visualizações do vídeo, quantia essa que se destina exclusivamente à obtenção de fundos para a pesquisa e tratamento do cancro da mama.


1.000.000 de visitas ao Youtube para ver o vídeo é o mínimo para que obtenham esse donativo, portanto toca a reenviar e a ver o vídeo!!!!!


Vejam o vídeo no youtube que está muito engraçado. Para isso sigam o link:


http://www.youtube.com/watch?v=OEdVfyt-mLw&feature=bulletin



Namasté...

SUPER MENSAGEM ...


Namasté...

QUASE ACREDITEI ...




Quase acreditei que não era nada, ao me tratarem como nada.

Quase acreditei que não seria capaz, quando não me chamavam, por acharem que eu não era capaz.

Quase acreditei que não sabia, quando não me perguntavam por acharem que eu não sabia.

Quase acreditei ser diferente entre tantos iguais,  entre tantos capazes e sabidos, entre tantos que eram chamados e escolhidos.

Quase acreditei estar de fora quando me deixavam de fora por que...que falta fazia?

E de quase acreditar adoeci; busquei ajuda com doutores, mestres, magos e querubins.

Procurei a cura em toda parte e ela estava tão perto de mim

Me ensinaram a olhar para dentro de mim mesmo e perceber que sou exactamente, como os iguais que me faziam diferente.

E acreditei profundamente em mim.

E tenho como dívida com a vida Fazer com que cada ser humano se perceba, se ame, se admire de si mesmo, como verdadeira fonte de riqueza.

Foi assim que cresci: acreditando sou exactamente do tamanho de cada ser humano.

E por acreditar perdi o medo de dizer, de falar, participar e até de cometer enganos.

E se errar?

Paciência, continuo vivendo, e por isso aprendendo.

ISA



Namasté...

QUANTO GANHAS A HORA ???



Um dia, quando um homem chegou tarde a casa, cansado e irritado após um dia de trabalho, encontrou, esperando por si à porta, o seu filho de 5 anos.


- Papá, posso fazer-te uma pergunta?

- Claro que sim. O que é?

- Quanto ganhas numa hora?

- Isso não é da tua conta. Porque me perguntas isso?! - respondeu o homem, zangado.

- Só para saber. Por favor... diz lá... quanto ganhas numa hora? - perguntou novamente o miúdo.

- Bom... já que queres tanto saber, ganho 10 euros por hora

- Oh! - suspirou o rapazinho, baixando a cabeça.

Passado um pouco, olhando para cima, perguntou:

- Papá, emprestas-me 5 euros?

O pai, furioso, respondeu:

- Se a razão de tu me teres perguntado isso, foi para me pedires dinheiro para brinquedos caros ou outro disparate qualquer, a resposta é não! E, de castigo, vais já para a cama. Vai pensando no menino egoísta que estás a ser. A minha vida de trabalho é dura demais para eu perder tempo com os teus caprichos!

O rapazinho, cabisbaixo, dirigiu-se silenciosamente para o seu quarto e fechou a porta. Sentado na sala, o homem ficou a meditar sobre o comportamento do filho e ainda se irritou mais. Como se atrevia ele a fazer-lhe perguntas daquelas? Como é que, ainda tão novo, já se preocupava em arranjar dinheiro?

Passada mais ou menos uma hora, já mais calmo, o homem começou a ficar com remorsos da sua reacção. Talvez o filho precisasse mesmo de comprar qualquer coisa com os 5 euros. Afinal, nem era costume o miúdo pedir-lhe dinheiro.

Dirigiu-se ao quarto do filho e abriu devagarinho a porta.

- Já estas a dormir? Perguntou.

- Não, papá, ainda estou acordado. - respondeu o miúdo.

- Estive a pensar... Talvez tenha sido severo demais contigo? - disse o pai.

- Tive um longo e exaustivo dia e acabei por desabafar contigo. Toma lá os 5 euros que me pediste.

O rapazinho endireitou-se imediatamente na cama, sorrindo:

- Oh, papá! Obrigado!

E levantando a almofada, pegou num frasco cheio de moedas. O pai, vendo que o rapaz afinal tinha dinheiro, começou novamente a ficar zangado.

O filho começou lentamente a contar o dinheiro, até que olhou para o pai.

- Para que queres mais dinheiro se já tens aí esse? - resmungou o pai.

- Porque não tinha o suficiente. Agora já tenho! - respondeu o miúdo.

- Papá, agora já tenho 10 euros! Já posso comprar uma hora do teu tempo, não posso? Por favor, vem uma hora mais cedo amanhã. Gostava tanto de jantar contigo...


Desconheço o Autor

Quem disse que eles não sentem ....
Não seja uma familia sem rosto ...
Aproveite todos os momentos ....


Namasté...

POR MIM ....



Esse é o teu amor por mim.
Quando te olhas todas as manhãs, e tentas novamente aceitar-te.
Esse é o teu amor por mim.
Quando te alimentas adequadamente para o teu corpo não adoecer.
Esse é o teu amor por mim.
Quando te ofereces pequenos presentes.
Porque tu mereces.
Porque eu mereço que tu mereças.

Quando alcanças a maioridade do ser.
Quando me alcanças nas alturas.
Quando sonhas comigo, me sorris.
Esse é o teu amor por mim.
Não quero que escrevas.
Só quero que sintas, que sintas esse amor por mim (o amor que tens por mim).

Cada lagoa que olhas, olhas por mim.
Cada pôr-do-sol, cada estrela cadente que contemplas, dás-me um pouquinho desse prazer.
Cada memória que tens, tem-na por mim.
Fá-lo por mim.
Cada ser humano que abraças, cada olhar que tocas, fá-lo por mim.
Ama por mim.

Não posso estar aí, mas sinto a matéria por cada um de vocês, por cada ser humano que honra o que sente. Que vê o seu coração voar de encontro às alturas.
Cada vez que te apaixonares, fá-lo por mim.
Cada vez que utilizares a minha luz para amar, contemplar e viver, vais sentir-te mais, vais dar mais e vais unificar o céu e a terra por força da nossa união.



MAIS LUZ – Pergunte, o Céu Responde,

de Alexandra Solnado



Namasté...

SORRIA E ILUMINE O SEU DIA ...



Traga mais equilíbrio e optimismo para sua vida através do sorriso

Dizem que um sorriso sincero é capaz de derreter até o mais duro dos corações.

E é verdade.

Uma pessoa sorridente ilumina um ambiente e irradia felicidade.

E mais: o riso compartilhado aproxima as pessoas e aumenta o contentamento e a intimidade.

Então, está esperando o que para começar a sorrir?

Sim, isto mesmo, sorria mesmo que você não esteja no melhor dos dias.

Estudos sugerem que sorrir influencia positivamente seu humor.

E também ajuda você a manter-se positivo.

Experimente, por exemplo, sustentar o sorriso enquanto pensa em algo negativo.

É muito difícil.

Enquanto sorrimos, estamos enviando uma mensagem para nós mesmos de que a vida é bela.

"Enquanto sorrimos, estamos enviando uma mensagem para nós mesmos de que a vida é bela. "

Acostumada a tornar os sorrisos bonitos, uma dentista atesta em seu consultório a importância do riso na vida das pessoas.

"Quando alguém tem algum problema nos dentes, principalmente nos da frente, ela não dá risada com medo de expôr os dentes e, com isto, acaba se tornando uma pessoa triste.

Com a restauração dos dentes, ela podem sorrir de novo, naturalmente fica mais confiante e, com certeza, mais feliz!", conta a dentista.

Sinta-se bem e propague sua felicidade.
E para quem ainda não está satisfeito, tem mais.

Sorrir estimula o sistema imunológico, alivia o stress e libera endorfinas e seratoninas que juntas fazem qualquer um se sentir melhor.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, garantem que felicidade é contagiante, sim.

De acordo com a pesquisa, quando alguma coisa boa acontece a alguém, a felicidade resultante irradia-se externamente e propaga-se pelo ambiente.

E isto não acontece só entre as relações próximas.

Até um estranho feliz e sorridente pode influenciar você.

Ou vai negar que mesmo num dia em que você não está com o melhor dos humores, mas encontra no elevador alguém assobiando uma canção alegre e que abre o maior sorriso para você, assim do nada, isto não é capaz de te despertar algo bom?

Na próxima vez em que estiver se sentindo para baixo, tente sorrir.

A chance de você se sentir melhor é enorme.

Pense em coisas que lhe evoquem bons momentos, ouça uma música bonita, assista a um filme divertido.

Cultive momentos felizes, espalhe sorrisos por aí e estará num bom caminho para manter-se longe da depressão, do stress e das preocupações!


Enviada por mail
Deconheço o autor


Namasté...

SÁBIO É AQUELE QUE TEM FÉ ...



Para tudo que nos aflige há uma solução.
Todas as chaves de libertação estão dentro de nós.
Somente se sente aprisionado aos problemas, quem acredita em suas limitações.
Quando assim deixarmos de acreditar, despertaremos para a nossa própria luz.
E, quando isto acontece, passamos a nos conduzir melhor no cumprimento de nossas missões e no propósito de nossas vidas.
Tornamo-nos sábios quando nos conscientizamos de que a maior parte de nossos problemas, senão todos, são ilusórios e passageiros.
Tornamo-nos sábios quando nos conscientizamos de que no universo nada falta, tudo existe em abundância. Sábio é aquele que crê para ver.
Sábio é aquele que tem fé.
Sábio é aquele que sabe a importância de cada momento, pessoa ou situação em sua vida.
Sábio é aquele que doa o seu tempo em prol da humanidade.
Sábio é aquele que sabe que a infelicidade de um, prejudica a todos nós.
Enquanto a felicidade de um, beneficie a toda a humanidade.
Sábio é aqueles que têm consciência de que a derrota de um, atinge a todos, enquanto a vitória de um, é de todos nós.
Sábio é aquele que sabe que Deus nos une apesar das nossas diferenças.
O momento exige que cada um de nós passe a agir com mais sabedoria, esta que nos leva ao caminho da luz, nos livrando de todo o caos promovido pela escuridão que há em muitos corações.
É hora de todos juntos se voltarem para a Luz.
De dar permissão para que o sentimento de “amor incondicional” invada nossos corações, se torne mais presente em nossas vidas, a cada dia, a cada instante.
E com toda fé, que a Luz, o Amor e o Poder restabeleçam o Plano sobre a Terra.



Texto do livro: Para que se preocupar, se você pode orar?,.



Namasté...

MENSAGEM DE UM IDOSO ...



Se meu andar é hesitante e minhas mãos trémulas, ampare-me.

Se minha audição não é boa e tenho de me esforçar para ouvir

o que você está dizendo, procure entender-me.

Se a minha visão é imperfeita e o meu entendimento é escasso,

ajude-me com paciência.

Se as minhas mãos tremem e derrubam comida na mesa ou no

chão, por favor não se irrite ,tentei fazer o melhor que pude.


Se você me encontrar na rua ,não faça de conta que não me viu ´

pare para conversar comigo, sinto-me tão só.

Se você na sua sensibilidade me vê triste e só ,simplesmente

partilhe um sorriso e seja solidário.

Se lhe contei pela terceira vez a mesma história ,num só dia não

me repreenda ,simplesmente ouça.

Se me comporto como uma criança cerque-me de carinho.

Se estou com medo da morte e tento nega-la, ajude-me na

preparação do adeus.

Se estou doente e sou um peso na sua vida, não me abandone

pois um dia terá a minha idade.

A única coisa que desejo neste meu final de jornada ,é um pouco de

respeito e de amor...


UM POUCO...

DO MUITO QUE TE DEI UM DIA!!!.

Desconheço o Autor


Namasté...

O QUE NÃO É AMOR ....




Já falou-se tanto em amor, amizade e paixão…
Que tal falarmos do que não é amor?

Se você precisa de alguém para ser feliz, isso não é amor.
É carência.

Se você tem ciúme, insegurança e faz qualquer coisa para conservar alguém ao seu lado, mesmo sabendo que não é amado, e ainda diz que confia nessa pessoa, mas não nos outros, que lhe parecem todos rivais, isso não é amor.
É falta de amor próprio.

Se você acredita que “ruim com ela(e), pior sem ela(e)”, e sua vida fica vazia sem essa pessoa; não consegue se imaginar sozinho e mantém um relacionamento que já acabou só porque não tem vida própria – existe em função do outro – isso não é amor.
É dependência.

Se você acha que o ser amado lhe pertence; sente-se dono(a) e senhor(a) de sua vida e de seu corpo; não lhe dá o direito de se expressar, de ter escolhas, só para afirmar seu domínio, isso não é amor.
É egoísmo.

Se você não sente desejo; não se realiza sexualmente; prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa, porém sente algum prazer em estar ao lado dela, isso não é amor.
É amizade.

Se vocês discutem por qualquer motivo; morrem de ciúmes um do outro e brigam por qualquer coisa; nem sempre fazem os mesmos planos; discordam em diversas situações; não gostam de fazer as mesmas coisas ou ir aos mesmos lugares, mas sexualmente combinam perfeitamente, isso não é amor.
É desejo.

Se seu coração palpita mais forte; o suor torna-se intenso; sua temperatura sobe e desce vertiginosamente, apenas em pensar na outra pessoa, isso não é amor.
É paixão.

Agora, sabendo o que não é amor, fica mais fácil analisar, verificar o que está acontecendo e procurar resolver a situação.
Ou se programar para atrair alguém por quem sinta carinho e desejo; que sinta o mesmo por você, para que possam construir um relacionamento equilibrado no qual haja, aí sim, este verdadeiro e eterno amor.
Minha mãe disse-me um dia:
“Filho… você terá três tipos de pessoa na sua vida:
– Um amigo, aquela pessoa que você terá sempre em grande estima, que você sabe que poderá contar sempre; que bastará você insinuar que está precisando de ajuda e a ajuda está sendo dada;
– Uma amante, aquela pessoa que faz o seu coração pulsar; que fará com que você flutue e nada importará quando vocês estiverem juntos;
– Uma paixão, aquela pessoa que você amará, desejará incondicionalmente, às vezes nem lhe importando se ela lhe quer ou não, e talvez ela nem fique sabendo disso.
Mas, se você conseguir reunir essa três pessoas numa só ... pode ter certeza meu filho:
– Você encontrou a felicidade.”

Namasté...

O SABIO E A BORBOLETA ...


Havia um pai que morava com suas duas jovens filhas, meninas muito curiosas e inteligentes. Suas filhas sempre lhe faziam muitas perguntas. Algumas ele sabia responder, outras não fazia a mínima idéia da resposta. Como pretendia oferecer a melhor educação para suas filhas, as enviou para passar as férias com um velho sábio que morava no alto de uma colina. Este, por sua vez, respondia todas as perguntas sem hesitar.


Já muito impacientes com essa situação, pois constataram que o tal velho era realmente sábio, resolveram inventar uma pergunta que o sábio não saberia responder. Passaram-se alguns dias e uma das meninas apareceu com uma linda borboleta azul e exclamou para a sua irmã:

- Dessa vez o sábio não vai saber a resposta!

- O que você vai fazer? - perguntou a outra menina.

- Tenho uma borboleta azul em minhas mãos. Vou perguntar para o sábio se a borboleta está viva ou morta. Se ele disser que ela está morta, vou abrir minhas mãos e deixá-la voar para o céu. Se ele disser que ela está viva, vou apertá-la rapidamente, esmagá-la e assim matá-la. Como consequência, qualquer resposta que o velho nos der vai estar errada.

As duas meninas foram, então, ao encontro do sábio, que encontrava-se meditando sob um eucalipto na montanha.
A menina aproximou-se e perguntou:
- Tenho aqui uma borboleta azul. Diga-me sábio, ela está viva ou morta ?
Calmamente o sábio sorriu e respondeu:
- Depende de você… ela está em suas mãos.


Assim é a nossa vida, é o nosso presente e o nosso futuro.
Não devemos culpar ninguém porque algo deu errado.
O insucesso é apenas uma oportunidade de começar novamente com mais inteligência.
Somos nós os responsáveis por aquilo que conquistamos ou não.

Nossa vida está em nossas mãos — como uma borboleta azul.
Cabe a nós escolher o que fazer com ela, só a nós;
não deixe ninguém interferir nisso.


Desconheço o autor


Namasté...
glitters





Namasté...

VALORIZE CADA MOMENTO ...


Naquela manhã, sentiu vontade de dormir mais um pouco.
Estava cansado porque na noite anterior fora deitar muito tarde. Também não havia dormido bem. Tinha tido um sono agitado. Mas logo abandonou a idéia de ficar um pouco mais na cama e se levantou, pensando na montanha de coisas que precisava fazer na empresa.

Lavou o rosto e fez a barba correndo, automaticamente.
Não prestou atenção no rosto cansado nem nas olheiras escuras, resultado das noites mal dormidas.
Nem sequer percebeu um aglomerado de pêlos teimosos que escaparam da lâmina de barbear.
"A vida é uma seqüência de dias vazios que precisamos preencher", pensou enquanto jogava a roupa por cima do corpo.
Engoliu o café e saiu resmungando baixinho um "bom dia", sem convicção.
Desprezou os lábios da esposa, que se ofereciam para um beijo de despedida.
Não notou que os olhos dela ainda guardavam a doçura de mulher apaixonada, mesmo depois de tantos anos de casamento.
Não entendia porque ela se queixava tanto da ausência dele e vivia reivindicando mais tempo para ficarem juntos.
Ele estava conseguindo manter o elevado padrão de vida da família, não estava? Isso não bastava?
Claro que não teve tempo para esquentar o carro nem sorrir quando o cachorro, alegre, abanou o rabo. Deu a partida e acelerou.
Ligou o radio, que tocava uma canção antiga do Roberto Carlos, "detalhes tão pequenos de nós dois..." Pensou que não tinha mais tempo para curtir detalhes tão pequenos da vida.
Anos atrás, gostava de assistir ao programa de Roberto Carlos nas tardes de domingo. Mas isso fazia parte de outra época, quando podia se divertir mais.
Pegou o telefone celular e ligou para sua filha.
Sorriu quando soube que o netinho havia dado os primeiros passos.
Ficou sério quando a filha lembrou-o de que há tempos ele não aparecia para ver o neto e o convidou para almoçar.
Ele relutou bastante: sabia que iria gostar muito de estar com o neto, mas não podia, naquele dia, dar-se ao luxo de sair da empresa.
Agradeceu o convite, mas respondeu que seria impossível. Quem sabe no próximo final de semana?
Ela insistiu, disse que sentia muita saudade e que gostaria de poder estar com ele na hora do almoço.
Mas ele foi irredutível: realmente, era impossível.
Chegou a empresa e mal cumprimentou as pessoas.
A agenda estava totalmente lotada, e era muito importante começar logo a atender seus compromissos, pois tinha plena convicção de que pessoas de valor não desperdiçam seu tempo com conversa fiada.
No que seria sua hora do almoço, pediu para a secretária trazer um sanduíche e um refrigerante diet.
O colesterol estava alto, precisava fazer um check-up, mas isso ficaria para o mês seguinte.
Começou a comer enquanto lia alguns papéis que usaria na reunião da tarde.
Nem observou que tipo de lanche estava mastigando.
Enquanto engolia relacionava os telefonemas que deveria dar, sentiu um pouco de tontura, a vista embaçou.
Lembrou-se do médico advertindo-o, alguns dias antes, quando tivera os mesmos sintomas, de que estava na hora de fazer um check-up.
Mas ele logo concluiu que era um mal-estar passageiro, que seria resolvido com um café forte, sem açúcar. Terminado o "almoço", escovou os dentes e voltou a sua mesa.
 "A vida continua", pensou.
Mais papéis para ler, mais decisões a tomar, mais compromissos a cumprir.
Nem tudo saia como ele queria.
Começou a gritar com o gerente, exigindo que este cumprisse o prometido.
Afinal, ele estava sendo pressionado pela diretoria. Tinha de mostrar resultados. Será que o gerente não conseguia entender isso?
Saiu para a reunião já meio atrasado.
Não esperou o elevador.
Desceu as escadas pulando de dois em dois degraus.
Parecia que a garagem estava a quilômetros de distância, encravada no miolo da terra, e não no subsolo do prédio.
Entrou no carro, deu partida e, quando ia engatar a primeira marcha, sentiu de novo o mal-estar.
Agora havia uma dor forte no peito.
O ar começou a faltar... a dor foi aumentando... o carro desapareceu... os outros carros também...
Os pilares, as paredes, a porta, a claridade da rua, as luzes do teto, tudo foi sumindo diante de seus olhos, ao mesmo tempo em que surgiam cenas de um filme que ele conhecia bem.
Era como se o videocassete estivesse rodando em câmera lenta.
Quadro a quadro, ele via esposa, o netinho, a filha e, uma após outra, todas as pessoas que mais gostava. Porque mesmo não tinha ido almoçar com a filha e o neto?
O que a esposa tinha dito a porta de casa quando ele estava saindo, hoje de manhã?
Porque não foi pescar com os amigos no último feriado?
A dor no peito persistia...
Mas agora outra dor começava a perturbá-lo: a do arrependimento.
Ele não conseguia distinguir qual era a mais forte, a da coronária entupida ou a de sua alma rasgando. Escutou o barulho de alguma coisa quebrando dentro de seu coração, e de seus olhos escorreram lagrimas silenciosas.
Queria viver, queria ter mais uma chance, queria voltar para casa e beijar a esposa, abraçar a filha, brincar com o neto...
queria...
queria...
mas não deu tempo...



Para entender o valor de um ano: pergunte a um estudante que não passou nos exames finais.
Para entender o valor de um mês: pergunte a uma mãe que teve um filho prematuro.
Para entender o valor de uma semana: pergunte ao editor de uma revista semanal.
Para entender o valor de uma hora: pergunte aos apaixonados que estão esperando o momento do encontro.
Para entender o valor de um minuto: pergunte a uma pessoa que perdeu o trem, ônibus ou avião.
Para entender o valor de um segundo: pergunte a uma pessoa que sobreviveu a um acidente.
Para entender o valor de um milissegundo: pergunte a uma pessoa que ganhou uma medalha de prata nas Olimpíadas.

O tempo não espera por ninguém.
Valorize cada momento de sua vida




Postado por: M de Fatima Ivanechtchuk
Namasté...

O QUE O MUNDO PRECISA ...

Um pobre velhinho acabara de plantar algumas mangueiras.
Disse-lhe alguém:

- Para que plantar árvores na sua idade? Certamente você não estará vivo para comer dos seus frutos!

Tranquilamente , o velhinho respondeu:

- Já comi muitas mangas das árvores plantadas pelos outros. Deixe que minhas árvores dêem mangas para os que viverem depois que eu tiver ido.

Vivemos num universo maravilhoso, no qual cada um e cada coisa dão de si. Dá a árvore, dão os rios, dá a terra, dão o sol e a lua e as estrelas. Por que, então, deixar-se preocupar com o obter, receber, acumular, ajuntar, entesourar, e não com o distribuir?

Cada um, não interessa quão pobre seja, pode dar algo de si.

Podemos dar um pensamento de amor, uma palavra carinhosa, um sorriso franco, uma canção tocante, uma mão amiga, e cada uma dessas coisas pode trazer conforto a um coração partido. Mais do que de dinheiro, o mundo precisa é de amor e fraternidade!


(Texto retirado do livro: “O bem que você planta, você colhe.” J.P Vaswani)


Namasté...

O DESAFIO É ...



O desafio é:
Descobrir e aceitar a força interior, expandir a sua natureza, se colocar em novos ambientes, fazer cursos, aprender um idioma, fazer aula de artes, pintura, música, canto, etc.
Sempre buscando sua auto-expressão e o desenvolvimento da sua auto-estima.
Sim, porque auto-estima pode ser desenvolvida através de coisas que você faz e valoriza.

Trabalhe a sua cura:
Através da meditação feita diariamente na hora de acordar e antes de dormir.
Imagine que você está preso e que um anjo de luz vem te libertar.
Visualize que ele coloca as mãos em você e que tudo se ilumina e todas as amarras caem.
Assim livre, o anjo conduz você a um lindo jardim.

Observações:
Saiba que se uma vida complicada ou infeliz vem à tona é porque você já tem condições de transformar o antigo orgulho, ressentimento, medo, raiva, ou qualquer outra energia desqualificada, em luz, amor e consciência.

Enviado por mail por uma amiga
Desconheço autor


Namasté...

FELICIDADE OU ALEGRIA ???



Todos nós queremos ser felizes, mas sem sentir buscamos essa felicidade fora de nós mesmos!

Muitos pensam encontrá-la no Amor, porém o egoísmo ou medo de sofrer não os deixa amar de verdade! Outros no reconhecimento, mas a má vontade é incompatível com a evolução!
Há os que buscam essa felicidade em bens materiais, falsa prosperidade, confundindo ambição com ganância!

Não podemos também confundir Felicidade com Alegria que é importante e está mais próxima das comemorações!
Podemos estar muito alegres num determinado instante comemorando uma vitória e, bem no fundo da Alma, estarmos em conflito connosco e com o Mundo, devido a problemas reais ou não!

Felicidade é Paz interior!
Essa Paz tem que ser conquistada aos poucos e sempre: cultivando o Amor ao Próximo, tendo a consciência sempre tranquila de que fazemos o melhor, perdoando-nos pelos erros cometidos, agradecendo o que se tem, respeitando o direito e a individualidade de cada ser humano, procurando fazer o outro feliz, confiando em Deus!

Quem vive a fim de prejudicar ou magoar alguém, seja com actos ou palavras, não pode reclamar que a "sorte" não lhe sorri!

Por que tantos comemoram a tristeza de uns e se entristecem com a vitória de outros?
Não é bem mais fácil cada um cuidar de sua própria vida, buscando essa Felicidade dentro de si mesmos?

CADA UM DE NÓS TEM POTENCIAL PARA CHEGAR ONDE QUISER

Luz ( HI5 )

Namasté...

DESENFURREJAR...




Quantas e quantas vezes a melhor solução é sair do lugar, da posição que se ocupa, e ir ao encontro dos outros.

Se não nos amam, vamos procurar amar e muita coisa vai mudar.
Não esperar que sempre venham atrás da gente, que nos tratem bem.

Não se deixe enferrujar pela vida!
Renove seu espírito!
Redescubra novos ideais!
Alimente outros objetivos!

E a sua vida não se estagnará, mas terá nova dinâmica.
Depende muito de você!

O fim de uma pessoa começa quando ela pensa que já chegou onde queria, que já realizou o que desejava, que já esgotou seus sonhos.

Quando não se aspira a mais nada, quando não se tem mais nenhum objectivo a alcançar ou algo a fazer, a vida realmente torna-se um peso, envolve-se de tédio e vai acabando com a pessoa em pouco tempo.

É lamentável chegar ao fim da vida sem sequer saber por que se viveu.


Luz ( hi5 )



Namasté...

COR DA ESPERANÇA ...




Namasté...

MUDANÇAS INTERIORES ...



Nada acontece por acaso, antes mesmo do resfriado ou da gripe, sentimos o nariz entupindo, a boca vai ficando amarga.
Para tudo a vida manda-nos sinais; uns mais claros e directos, outros ainda bem leves, mostrando que
estamos no começo de uma mudança.
Assim, o relacionamento não acabou da noite para o dia como as vezes queremos acreditar, nem a obesidade ocorre  num instante, nem a anorexia se instala como vírus, nem a depressão se instala em uma tarde de chuva.

 
Tudo vem com o tempo, e vem com sinais…
A vida manda sinais a todo o momento, mas, para a maioria deles nem ligamos.
E, aqueles que pedem mudanças em nossos hábitos, são relegados, deixados de lado, porque toda
 mudança interior pede esforço.
As vezes precisamos “suar lágrimas de sangue”, chegar ao extremo de nossas forças, para largar um vício ou um costume antigo, então, mudar não é fácil, por isso adoptamos o: “deixa a vida me levar”, e para alguns casos, a vida leva para lugares bem desagradáveis, como UTI’s, asilos, a dureza das ruas e por fim, o cemitério.

 
Hoje, quando o dia apresenta respostas, fique atento aos sinais, e se for preciso, procure ajuda, busque um médico de confiança, uma pessoa com mais experiência para aconselhar, e faça o mais importante: pergunte para você mesmo o que é preciso mudar, o que já não dá mais para adiar?

 
Então, jogue fora o que não lhe faz bem, e descubra quanto poder você tem, quando determina uma mudança, quando percebe o sinal da vida, e diz sim para o seu melhor amigo:
VOCÊ!

Autor desconhecido
Enviado por mail por uma amiga



Namasté...

ACIMA DOS SEUS PROBLEMAS ...



Os problemas cuja origem é a mais insensata possível são aqueles que nós mesmos inventamos.
Vivemos o momento e não pensamos nas consequências futuras.
Comemos muito, nos exercitamos pouco e ingerimos toda sorte de substâncias químicas.
Deixamos as coisas escapar.
Tomamos atalhos.
Tudo isso se soma e nos coloca para baixo.



Mas você tem forças para sair de qualquer situação em que tenha se metido.
Sempre existe esperança.
A mesma coisa que colocou você no problema pode tirá-lo dele.
Depende da sua determinação.
Está no seu próximo cigarro ou no próximo século?



A vida pode ser muito mais rica do que é.
Tomar sempre o caminho mais fácil não é uma boa maneira de viver.
O esforço, o comprometimento e a disciplina são as próprias recompensas.
Se você quer desfrutar de uma boa vida, primeiro precisa criá-la.
Não existem soluções fáceis, porque a satisfação está no esforço.



Neste exacto momento, você tem a capacidade de se colocar acima dos problemas que você mesmo se impôs: basta que você tome uma decisão e se comprometa a fazer a diferença na sua própria vida e na vida de outros.
Esforce-se em cada minuto de cada dia.
A vida bem vale a pena.


Desconheço o autor ( enviado por mail )



Namasté...