EXISTE UMA FORÇA ...

Existe uma força


(Sirlei L. Passolongo)


Namasté...



Que nos leva a viver
Uma força que nos faz recomeçar
Que nos faz sorrir
Que nos faz suportar as dores
Que nos faz suportar a saudade
Que nos faz buscar a felicidade.
Existe uma força


Muito além de nossos olhos


Maior que imaginamos


Que nem sempre procuramos


Mas, ela sempre está a nossa espera


Existe uma força que nos faz sonhar


Uma força que nos faz acreditar.


É uma força chamada amor


É uma força chamada persistência


Uma força chamada coragem


Uma força chamada fé!


Uma força que nos faz desejar viver


Olhe! Ela existe dentro de mim.


Ela existe dentro de você!

CONFIA SEMPRE ...




Não percas a tua fé entre as sombras do mundo.
Ainda que os teus pés estejam sangrando, segue para frente, erguendo-a por luz celeste, acima de ti mesmo.
Crê e trabalha.
Esforça-te no bem e espera com paciência.
Tudo passa e tudo se renova na terra, mas o que vem do céu permanecerá.
De todos os infelizes os mais desditosos são os que perderam a confiança em Deus e em si mesmo, porque o maior infortúnio é sofrer a privação da fé e prosseguir vivendo.
Eleva, pois, o teu olhar e caminha.
Luta e serve.
Aprende e adianta-te.
Brilha a alvorada além da noite.
Hoje, é possível que a tempestade te amarfanhe o coração e te atormente o ideal, aguilhoando-te com a aflição ou ameaçando-te com a morte...
Não te esqueças, porém, de que amanhã será outro dia.


Psicografado por Chico Xavier pelo espírito de Meimei

Namasté...

ESCOLHA ...



Tu podes sempre escolher.
Escolher entre ir para onde Eu ou o Eu Superior sugerimos – um lugar onde estarás protegido, a salvo, ou ir para o local que te apetece, e não estarás protegido.
Eu não vou mudar a energia dos locais só para tu ficares bem.
As pessoas têm de perceber que o Universo não muda para o seu bel-prazer.
Ou descobrem para onde vai o Universo e vão também, ou irão viver experiências traumáticas.
Ir para onde o Universo se dirige é uma meta ecológica.
Meta ecológica pode querer dizer que o que tu queres está de acordo com o Universo.
Ou porque calhou estarem de acordo ou porque fazes a conexão, recebes e aceitas a nossa sugestão e ages de acordo com ela.
E aí estarás protegido.
Estarás protegido porque o que estás a fazer está de acordo com a energia original.
A grande sabedoria da vida na terra seria a de viver única e exclusivamente em função da energia original.
Não haveria perdas, não haveria traumas.
Mas o contrário também te faz bem.
Vês coisas jamais imaginadas, passas por choques emocionais intensos.
No conflito também se evolui.
Mas poderias ter evoluído mesmo sem tanto sofrimento.
Bastaria teres-me ouvido.


O LIVRO DA LUZ – Pergunte, O Céu Responde,
de Alexandra Solnado

Namasté...

POR QUE AS PESSOAS FICAM COM RAIVA DE VOCÊ ?...




Elas não ficam com raiva de você, na verdade elas têm medo de você. E para esconder esse medo elas projectam a raiva.

A raiva sempre é uma tentativa de esconder o medo. As pessoas usam todo tipo de estratégia. Existem pessoas que riem só para que possam conter as lágrimas. Quando ri, você esquece, elas esquecem... e as lágrimas são contidas.

Na raiva, o medo permanece oculto.

Eu estou simplesmente ajudando você a se abrir em todas as dimensões, mesmo que elas pareçam ir contra as ideias que você acalentou até hoje. Mesmo assim, na verdade até mais, você se abrirá, porque essa é a chance, a oportunidade, para julgar se o que você pensou até hoje está certo ou não.

Essa é uma oportunidade de ouro em que você se deparará com algo contrário às suas ideias, aos seus pensamentos, coisas que até hoje achou que eram racionais. Mas, se elas são de fato racionais, então que medo é esse?

É o medo que mantém as pessoas fechadas. Elas não conseguem ouvir você — elas têm medo de ouvir. E a raiva delas é, na verdade, o medo ao contrário.

Só uma pessoa com muito medo pode ficar imediatamente zangada. Se ela não ficar com raiva, você poderá ver o medo dela. A raiva encobre o medo. Ao ficar com raiva, ela está querendo deixar você com medo: antes que você forme qualquer ideia sobre o medo dela, ela está tentando deixar você com medo.

O único jeito é deixar você com medo; aí ela fica à vontade. Você fica com medo e ela não — e não há por que ficar com medo de um homem que está com medo.

A raiva das pessoas é uma tentativa de enganar a si próprias. Não tem nada a ver com você.

Mas a raiva mostra simplesmente o medo, lembre-se sempre: a raiva é o medo de ponta-cabeça. É sempre o medo que está escondido atrás da raiva; o medo é o outro lado da raiva.

Sempre que você fica com medo, o único jeito de escondê-lo é ficar com raiva, pois o medo deixará você exposto. A raiva criará uma cortina à sua volta, atrás da qual você pode se esconder.



Osho, em "Emoções - Liberte-se da Raiva, do Ciúme, da Inveja e do Medo"



Namasté...

TODOS NÓS ERRAMOS ...




Você, certamente, já ouviu ou falou a frase: "todo mundo erra!".

Essa afirmativa está correta, porque a terra é um planeta de provas e expiações, o que quer dizer que neste mundo não há ninguém perfeito.

A perfeição é uma meta que todos nós alcançaremos um dia, mas não pode ser encontrada no atual estágio evolutivo da humanidade terrestre.

Não é outra a razão porque todos ainda cometemos erros, embora muitas vezes tentando acertar.

Tudo isso é fácil de entender, dirão alguns. E mais fácil ainda é tentar justificar as próprias faltas com a desculpa da imperfeição.

Admitir, portanto, que cometemos falhas mais vezes do que gostaríamos, não é difícil. Também não é difícil tolerar os escorregões dos nossos afetos.

No entanto, se você admite que "todo mundo erra", porque é tão difícil relevar as imperfeições alheias?

Porque é tão fácil justificar os próprios erros e tão difícil aceitá-los nos outros?

Se quebramos um copo, por exemplo, logo nos desculpamos dizendo que foi sem querer, e pode ter sido mesmo. Mas, se é outra pessoa que o faz, já achamos uma maneira de criticar, dizendo que é descuidada ou não prestou a devida atenção no que estava fazendo.

Se a esposa não conseguiu servir o almoço na hora que deveria, é porque ficou de conversa fiada com alguma amiga. Mas quando você é o esposo e não dá conta de entregar um serviço no prazo, é porque é um homem muito atarefado.

Quando o marido chega em casa nervoso e irritado, é porque está sobrecarregado de problemas, mas não desculpa se a esposa está impaciente por ter passado o dia todo ouvindo choro de criança e atendendo as tarefas da casa.

Se você é a esposa e tem seus motivos para justificar a falta de atenção com os filhos, em determinado momento, pense que seu esposo também tem suas razões para justificar uma falta qualquer.

Se você é filho e acha que está certo agindo desta ou daquela maneira, entenda seus pais, pois eles também encontrarão motivos para justificar seus deslizes.

O que geralmente ocorre, é que não paramos para ouvir as pessoas que transitam em nossa estrada. O que é mais comum, é criticar sem saber dos motivos que as levaram a se equivocar.

Se temos sempre uma desculpa para nossas faltas, devemos convir que os outros também as têm.

Se assim é, por que tanta inquietação com as ações que julgamos erradas nos outros?

Não temos a intenção de fazer apologia ou defender o desculpismo, mas, simplesmente, chamar a atenção para o fato de que todos estamos sujeitos a dar um passo em falso. E por isso devemos, no mínimo, entender quando isso acontece.

Se todo mundo erra, temos mais motivos para a tolerância e o perdão.

E se ninguém é perfeito, mais razão para entender as imperfeições alheias.

Ou será que só nós temos o direito a tropeçar?

Pense nisso!

A terra é uma escola de aperfeiçoamento da humanidade.

As pessoas que aqui estagiam, estão se preparando para conquistar mundos mais adiantados, universidades mais avançadas.

Por essa razão, vale a pena prestar atenção no seu aproveitamento pessoal, e deixar aos outros o dever de cuidar dos próprios atos.

Pois a cada vez que deixamos o corpo físico, pela desencarnação, uma nova avaliação é feita e todos, sem exceção, receberemos conforme nossas obras.

Pense nisso!


Autor:

(Equipe de Redação do Momento Espírita)




Namasté...

UM MIMO ...




Namasté...

O RIO E O OCEANO ...




"Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano ele treme de medo.

Olha para trás, para toda a jornada, os cumes, as montanhas, o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto que entrar nele nada mais é do que desaparecer para sempre.

Mas não há outra maneira.

O rio não pode voltar.

Ninguém pode voltar.

Voltar é impossível na existência.

Você pode apenas ir em frente.

O rio precisa se arriscar e entrar no oceano.

E somente quando ele entra no oceano é que o medo desaparece.

Porque apenas então o rio saberá que não se trata de desaparecer no oceano, mas tornar-se oceano.

Por um lado é desaparecimento e por outro lado é renascimento.

Assim somos nós.

Só podemos ir em frente e arriscar.

Coragem !!

Avance firme e torne-se Oceano!!!"

Osho



Namasté...



















O BORDADO ...




Quando eu era pequeno, minha mãe costurava muito.
Eu me sentava no chão, brincando perto ela, e sempre lhe perguntava o que estava fazendo. Respondia que estava bordando.

Todo dia era a mesma pergunta e a mesma resposta.
Observava seu trabalho de uma posição abaixo de onde ela se encontrava sentada e repetia:

- Mãe, o que a senhora está fazendo?

Dizia-lhe que, de onde eu olhava, o que ela fazia me parecia muito estranho e confuso.
Era um amontoado de nós, e fios de cores diferentes, compridos, curtos, uns grossos e outros finos.

Eu não entendia nada.
Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente me explicava:

- Filho, saia um pouco para brincar e quando terminar meu trabalho eu chamo você e o coloco sentado em meu colo.
Deixarei que veja o trabalho da minha posição.

Mas eu continuava a me perguntar lá de baixo:

- Por que ela usava alguns fios de cores escuras e outros claros?

- Por que me pareciam tão desordenados e embaraçados?

- Por que estavam cheios de pontas e nós?

- Por que não tinham ainda uma forma definida?

- Por que demorava tanto para fazer aquilo?

Um dia, quando eu estava brincando no quintal, ela me chamou:

- Filho, venha aqui e sente em meu colo.

Eu sentei no colo dela e me surpreendi ao ver o bordado.
Não podia crer!
Lá de baixo parecia tão confuso!
E de cima vi uma paisagem maravilhosa!

Então minha mãe me disse:

- Filho, de baixo parecia confuso e desordenado porque você não via que na parte de cima havia um belo desenho.
Mas, agora, olhando o bordado da minha posição, você sabe o que eu estava fazendo.

Muitas vezes, ao longo dos anos, tenho olhado para o céu e dito:

- Pai, o que estás fazendo?

Ele parece responder:

- Estou bordando a sua vida, filho.

E eu continuo perguntando:

- Mas está tudo tão confuso... Pai, tudo em desordem.
Há muitos nós, fatos ruins que não terminam e coisas boas que passam rápido.

O Pai parece me dizer:
'Meu filho, ocupe-se com seu trabalho, descontraia-se, confie em Mim e...
Eu farei o meu trabalho.
Um dia, colocarei você em meu colo e então vai ver o plano da sua vida da minha posição.'

Muitas vezes não entendemos o que está acontecendo em nossas vidas.
As coisas são confusas, não se encaixam e parece que nada dá certo.

É que estamos vendo o avesso da vida!

Do outro lado, Deus está bordando...


Autor: Prof. Damásio de Jesus, um dos maiores tratadistas do Direito Penal Brasileiro, com incontáveis publicações na área Processual. Escrito em Novembro de 2002.



Namasté...

NÓ NO LENÇOL ...



Numa reunião de pais, numa escola da periferia, a directora incentivava o apoio que os pais deveriam dar aos filhos.
Ela insistia que eles deveriam dar um jeito e, mesmo todos trabalhando fora, deviam encontrar uma forma de se fazer presentes.

Ela ficou muito surpresa quando um pai levantou e contou, no seu jeito humilde, que ele não tinha tempo de ver o filho durante a semana, pois quando ele saía para trabalhar, muito cedo, a criança estava dormindo.
Quando voltava, já era tarde e o filho tinha ido para a cama.
Se ele não fizesse isso não teria como sustentar a família.

Ele tentava se redimir indo beijar os filhos todas as noites quando chegava em casa.
E, para que o filho tivesse certeza da sua presença, dava um nó na ponta do lençol.
Isso acontecia religiosamente todas as noites!
Quando o menino acordava, sabia, através do nó, que o pai havia estado ali para beijá-lo.

O nó era o elo de comunicação entre eles.
Mais surpresa ficou a diretora quando constatou que o filho desse pai era um dos melhores alunos da sala.
Essa história nos faz refletir como são muitos os jeitos de um pai, mesmo sem tempo, se fazer presente.

Você já deu um nó no "lençol" Hoje?

Autor desconhecido


Namasté...

AVE MARIA DAS MULHERES ...



Mãe,

Aqui, agora e a sós

Quero lhe pedir por todas nós

Por aquelas que foram escolhidas

Para dar a vida

Mulheres de todas as espécies

De todos os credos, raças e nacionalidades

Todas aquelas nas quais a vida

Está envolvida em sorrisos, lágrimas,

tristezas e felicidades

Aquelas que sofrem por filhos

que geraram e perderam

As que trabalham o dia inteiro

Em casa ou em qualquer emprego

Quero pedir pelas mães

Que penam por seus filhos doentes

Quero pedir pelas meninas carentes

E pelas que ainda estão dentro de um ventre

Pelas adolescentes inexperientes

Pelas velhinhas esquecidas em asilos

Sem abrigo, sem família, carinho e amigos

Peço também pelas mulheres enfermas

Que em algum hospital

aguardam pela sua hora fatal

Quero pedir pelas mulheres ricas

Aquelas que apesar da fortuna

Vivem aflitas e na amargura

Peço por almas femininas mesquinhas,

pequenas e sozinhas

Por mulheres guerreiras a vida inteira

Pelas que não têm como dar a seus filhos

o pão e a educação

Peço pelas mulheres deficientes

Pelas inconsequentes

Rogo pelas condenadas,

aquelas que vivem enclausuradas

Por todas que foram obrigadas

a crescer antes do tempo

Que foram jogadas na lavoura

Ou em alguma cama devastadora

Rogo pelas que mendigando nas ruas

Sobrevivem apesar dessa tortura

Pelas revoltadas,

as excluídas e as sexualmente reprimidas

Peço pela mulher dominadora e pela traidora

Peço por aquela que sucumbiu sonhos dentro de si

Por todas que eu já conheci

Peço por mulheres solitárias e pelas ordinárias

As mulheres de vida difícil

e que fazem disso um ofício

E pelas que se tornaram voluntárias

por serem solidárias

Rogo por aquelas que vivem acompanhadas

Embora tristes e amarguradas

E por todas que foram abandonadas

As que tiveram que continuar sozinhas

Sem um parceiro, um amigo, um ombro querido

Peço pelas amigas

Pelas companheiras

Pelas inimigas

Pelas irmãs e pelas freiras

Suplico por aquelas que perderam a fé

Que se distanciaram da esperança

Quero pedir por todas que clamam por vingança

E com isso se perdem em sua inútil andança

Rogo pelas que correm atrás de justiça

Que a boa vontade dos homens as assista

Peço pelas que lutam por causas perdidas

Pelas escritoras e as doutoras

Pelas artistas e professoras

Pelas governantes e pelas menos importantes

Suplico pelas fêmeas

que são obrigadas a esconder seus rostos

E amputadas do prazer vivem no desgosto

Quero pedir também pelas ignorantes

E por todas que no momento estão gestantes

Por aquela mulher triste dentro do coração

Que vive com a alma mergulhada na solidão

Por aquela que busca um amor verdadeiro

Para se entregar de corpo inteiro

E peço pela que perdeu a emoção

Aquela que não tem mais paz dentro do coração

E rogo, imploro, por aquela que ama

E que não correspondida, vive uma vida sofrida

Aquela que perdeu o seu amor

E por isso, sua alma se fechou

Por todas que a droga destruiu

Por tantas que o vício denegriu

Suplico por aquela que foi traída

Por várias que são humilhadas

E pelas que foram contaminadas

Mãe,
 
quero pedir por todas nós

Que somos o sorriso e a voz

Que temos o sentimento mais profundo

Porque fomos escolhidas tanto quanto você

Para gerar e, apesar de qualquer coisa,
 
Amar...

Independente de quem forem nossos filhos

Feios ou bonitos

Amáveis ou rebeldes

Perfeitos ou deficientes

Tristes ou contentes

Mãe,

ajuda-nos a continuar nessa batalha

Nessa guerra diária

Nessa luta sem fim

Ajuda-nos a ser feliz como a gente sempre quis

Dai-nos coragem para continuar

Dai-nos saúde para ao menos tentar

Resignação para tudo aceitar

Dai-nos força para suportar nossas amarguras

E apesar de tudo

continuarmos a ser sinónimo de ternura

Perdoa-nos por nossos erros

E por nossos insistentes apelos

Perdoa-nos também por nossas revoltas

Nossas lágrimas e nossas derrotas

E não nos deixe nunca mãe, perdermos a fé

E sempre que puder

Peça por nós ao Pai

E lembre-lhe que quando ele criou EVA

Não deixou com ela nenhum mapa de orientação

Nenhum manual com indicação

Nenhuma seta indicando o caminho correcto

Nenhuma instrução de como viver

De como, a despeito de tudo vencer

E mesmo assim.....conseguimos aprender.



Amém!




Luciana da Silva Alcântara Almei

Namasté...

AMOR INCONDICIONAL ...



Namasté...

ABENÇOE A SUA CASA ... TRANSFORME-A NUM LAR ...




"Tudo está bem na minha casa e no meu mundo.

Muitas pessoas estão a mudar-se para novas casas e apartamentos e a começar novas vidas.
Aqui está uma bênção que pode dizer assim que se muda para este novo capítulo da sua vida:
 
Eu sei que a harmonia e a ordem estão presentes em todo o lado no Universo.
E eu agora aceito isso como verdade para mim na minha casa.
Eu deixo partir todos os pensamentos negativos que criam caos ou desordem qualquer forma.
Eu deixo partir o passado.
Eu perdoo todos os que precisam perdão.
Eu deixo partir toda a necessidade de me punir.
Eu estou disposto a crescer.
Eu perdoo-me e começo renovado e fresco neste momento.
Eu declaro estas afirmações como verdades para mim e eu aceito-as como tal:

Eu liberto toda a necessidade de preocupação.

Eu liberto todo o lixo do passado.

Eu vivo no momento presente.

Eu aprecio-me.

Eu aprecio a minha vida.

Eu aprecio a minha casa.

Eu abençoo a minha casa com amor.

Eu vivo em paz e harmonia.

Eu sou pacífico, alegre e harmonioso.

Eu sou organizado e arrumado.

É fácil para mim ser organizado.

A minha casa arruma-se facilmente e sem esforço.

A minha casa fica mais bonita todos os dias.

Eu aprecio a vista da minha casa.

É um prazer vir para casa.

Eu tenho vizinhos amigos, amorosos e que me apoiam.

Eu estou sempre seguro e em segurança.

Tudo está bem na minha casa e no meu mundo".


Texto de Louise Hay
Fonte: http://www.mentallux.com/



Namasté...

SORRIA ...




Ei! Sorria…

Mas não se esconda atrás desse sorriso…

Mostre aquilo que você é, sem medo.

Existem pessoas que sonham com o seu sorriso, assim como eu.

Viva! Tente! A vida não passa de uma tentativa.

Ei! Ame acima de tudo, ame a tudo e a todos.

Não feche os olhos para a sujeira do mundo, não ignore a fome!

Esqueça a bomba, mas antes, faça algo para combatê-la,

mesmo que se sinta incapaz.

Procure o que há de bom em tudo e em todos.

Não faça dos defeitos uma distância, e sim, uma aproximação.

Aceite! A vida, as pessoas, faça delas a sua razão de viver.

Entenda! Entenda as pessoas que pensam diferente de você, não as reprove.

Ei! Olhe… Olhe a sua volta, quantos amigos…

Você já tornou alguém feliz hoje?

Ou fez alguém sofrer com o seu egoísmo?

Ei! Não corra. Para que tanta pressa? Corra apenas para dentro de você.

Sonhe! Mas não prejudique ninguém e não transforme seu sonho em fuga.

Acredite! Espere! Sempre haverá uma saída, sempre brilhará uma estrela.

Chore! Lute! Faça aquilo que gosta, sinta o que há dentro de você.

Ei! Ouça… Escute o que as outras pessoas têm a dizer, é importante.

Suba… faça dos obstáculos degraus para aquilo que você acha supremo,

Mas não esqueça daqueles que não conseguem subir a escada da vida.

Ei! Descubra! Descubra aquilo que há de bom dentro de você.

Você pode e deve ser feliz...

Porque você existe!

Procure acima de tudo ser gente, eu também vou tentar.

Cristiana Passiato



Namasté...

AFIRMAÇOES POSITIVAS PARA AS CRIANÇAS ...





Que tal ajudar seu filho a construir e alimentar pensamentos positivos? A procurar em cada situação - mesmo aquelas que pareçam difíceis - um viés positivo e confiante de se posicionar e agir com segurança e satisfação?

Não é mais novidade a ideia de que através dos pensamentos nós somos capazes de criar nossa realidade. Então, incutir isto nas crianças desde cedo as tornará mais flexíveis aos acontecimentos e com a autoestima fortalecida para encarar os diferentes acontecimentos da vida.

Porque, afinal, os pequenos também passam por situações de desafios, como mudança de escola ou provocação (bullying) de outras crianças, por exemplo. E a maneira como elas reagem a tais situações é um reflexo directo de como se sentem. Ensiná-las a trocar o padrão de "ninguém gosta de mim" para "eu me amo e as outras pessoas me amam também" tem um poder de transformação incrível. Ajudá-las a pensar e, consequentemente, a agir construtivamente é maravilhoso.

Cada palavra expressa exerce uma acção sobre nós e o objectivo das afirmações é mudar o padrão de pensamento que pode levar ao comportamento de auto-estima baixa. As mensagens positivas acabam sendo incorporadas ao inconsciente e passam a fazer parte da vida.

Uma óptima ideia é ensinar as crianças a fazerem "o caderninho das coisas boas", com anotações diárias de acontecimentos positivos. Pode ser algo que tenha divertido a criança, que lhe tenha provocado prazer ou alegria, um progresso, uma conquista. Vale também anotar alguma coisa boa que a criança fez a outras pessoas (emprestar um brinquedo, falar obrigado, fazer alguém sorrir). Se ela ainda não escreve, você escreve por ela. Mas também pode ser um desenho, uma colagem, qualquer coisa que represente positivamente os bons acontecimentos do dia.

As anotações reforçam a ideia de que a vida tem muito mais coisas positivas do que negativas, tanto acontecendo quanto partindo da criança. É uma boa maneira de fortalecer a auto-estima e de focar no que realmente vale a pena. Minha cliente concorda: "Acredito piamente que tudo, por menor que seja, uma palavra, uma atitude que você faz para melhorar a auto-estima de uma criança é válido porque ela sempre tira um proveito, uma lição".

Controlar os pensamentos negativos e transformá-los em afirmações e atitudes positivas afectam a realidade, construindo uma personalidade mais auto confiante e, consequentemente, mais feliz. Quando uma pessoa repete as mesmas frases, acaba acreditando e as aceitando como verdades. Começando cedo a construir e alimentar pensamentos positivos, a caminhada pela vida fica mais leve, mais feliz e recompensadora. Ser feliz é uma decisão diária. A auto-estima decorrente desta prática é algo que a criança levará para sempre.

 
Ensine seus filhos a transformar afirmações negativas em positivas.

Por exemplo:

Eu não gosto do meu cabelo - se transforma em Eu me amo exactamente como sou.

Se eu não fizer o que eles querem, eles ficarão zangados comigo - se transforma em Eu me posiciono no que acredito ser importante para mim.

Por que ninguém fala comigo? - se transforma em Eu estou cercado de amor.

Fiz bobagem mais uma vez - se transforma em Eu aprendo com meus erros e sigo em frente.

Não quero que aquela criança sente do meu lado - se transforma em Eu vejo o melhor em cada um.



Fonte: Texto de Carolina Arêas



Namasté...