SIMPLESMENTE CAROLA ...



Talhaste-te em mim
Medo incompreendido, vazio...
Compasso de querubim
Coração escorregadio,
A voz embargada:
No fado, no metal
A dor afogada,
Em choque frontal.
No ar cheira a sangue
O meu sangue espalhado
Um sentimento penetrante
Um sonho mal sonhado...

Vivo presa nesta cadeia
De figurinos tão estranhos
Quem me ama? Quem me odeia?
A tudo e todos questionamos...
Nesta peça de novela:
Rindo agora, depois chorando,
Sopra de nortada a vela
No vento me vou lamuriando
No mar as ondas são meus sorrisos
Na areia aqueço o meu Ser
Teus braços tão esquivos
Libertando ondas de prazer!

Sobre a noite, presa sem luar
Entre a vassoura e a roupa estendida
As estrelas vêem-me chorar
Sou para elas Madalena Arrependida...
Resolvi rodar a mesa
Acabar com noites de solidão
E com enorme destreza
Á solidão gritei: NÃO!!!
Assim dediquei-me a mim
Basta!, contentar quem me rodeia
Já me cansei se ser assim
Porque estou sempre na plateia
Quando devia ser a Actriz.
A actriz da minha existência
A qual existe por um triz
Agora já declarei Independência
Agora vou ser Feliz!

Claudia Carola

http://simplesmente_carola.blogs.sapo.pt/


Namasté...

FASE ...





Não deixes passar esta fase.
Não fiques à espera que ela passe.
Não fiques à espera que, com ela, passe todo este desconforto e tristeza.
Cada fase que vivemos na vida é para ser aproveitada, para ser sentida, para ser integrada.

Integra todos estes acontecimentos na tua energia.
Abre a tua estrutura energética para que caibam todas as coisas que te acontecem.
Para que elas mexam contigo, para que elas te mudem.

Esta fase é a melhor fase para a tua alma.
Ela gosta de mudança, gosta de rearmonização.
Deixa que esta fase te mude, te rearmonize.
Ela traz consigo o ser que estás para ser, se conseguires senti-la e trabalhar com ela.
Não desprezes o poder desta fase.
Não te demitas da evolução que ela promove.

E quando tudo tiver passado, quando tiveres cruzado esses mares revoltos,
vais por fim encontrar o mundo novo,
e vais perceber que eu afinal tinha razão.





O LIVRO DA LUZ – Pergunte, O Céu Responde,
de Alexandra Solnado


Namasté...

A FELICIDADE !!!




Namasté...

SER FELIZ !!!

 
 
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma e agradecer a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um "não".
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de cada um de nós.
É ter maturidade para falar "eu errei".
É ter ousadia para dizer "me perdoe".
É ter sensibilidade para expressar "eu preciso de você".
É ter capacidade de dizer "eu te amo".
Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz...
E, quando você errar o caminho, recomece tudo de novo, pois assim você será cada vez mais apaixonado pela vida.
E descobrirá que...
Ser feliz não é ter uma vida perfeita.
Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.
Usar as perdas para refinar a paciência.
Usar as falhas para esculpir a serenidade.
Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.
Jamais desista de si mesmo!!!
Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível.
E você é um ser humano especial!

Autor desconhecido


Namasté...

NAO PRECISAS DE MAIS ...



Tudo aquilo de que dispões hoje é o estritamente necessário para passares à fase seguinte da tua vida.
Nem mais, nem menos.
Só.
Assim.
Tal e qual.
Tudo o que tens hoje à tua disposição é o que necessitas.
É óbvio que querias mais.
Claro que sim.
Claro que gostarias de ter mais condições para – pensas tu – andares mais depressa de encontro aos teus objectivos.
A primeira pergunta que eu te faço é:
Será que tens de andar mais depressa?
 Será que a este ritmo não estarás a capacitar-te mais, a consolidar-te mais, a estruturar-te mais? Será que não atraíste a velocidade exacta de andamento, necessária para conseguires vencer as tuas resistências consistentemente?
será que essa resistência seria vencida se tudo andasse mais depressa?
E a última pergunta que te faço é:
 Queres que tudo ande mais depressa para chegares mais depressa aos teus objectivos?
Quais objectivos?
Será que neste caminho mais lento, mais restritivo, não ficarás mais maleável para aceitar que aqueles não são os teus verdadeiros objectivos?
Se queres mais, mais coisas, mais depressa, está na hora de chorar a impotência.
Chora.
Chora essa impotência de as coisas terem de ser desta maneira.
Chora, porque é a única coisa que podes fazer neste momento.
Chorar e conformares-te que hoje é o que tens.
E mais nada.
E não precisas de mais nada.
Tudo o que atraíste neste momento, tudo de que dispões agora é o estritamente necessário para alcançares a próxima fase da tua vida.
Querer mais agora, é ego.
E isto é tudo o que eu tenho para te dizer.


O LIVRO DA LUZ – Pergunte, O Céu Responde,
de Alexandra Solnado



Namasté...

EXISTE UM AMIGO PARA AJUDAR ....

Minha amiga Gabriela Barros acabou de lançar mais um livro dedicado aos nossos mais fieis amigos ... Os Anjos...



"Deixe os anjos entrar na sua vida e tenha um caminho mais iluminado com o auxílio dos Anjos."

Este será o livro do mês ...

[para saber mais da autora  clique na imagem]


Namasté...