AGUIA OU GALINHA ...


Era uma vez uma grande montanha onde as águias tinham seus ninhos.
Um dia, um tremor de terra fez com que um dos ovos de águia rolasse montanha abaixo. Ele rolou até parar no terreiro de uma fazenda ao pé da montanha.
As galinhas, como sempre muito responsáveis, decidiram cuidar do ovo e uma galinha mais velha ficou com a incumbência de chocá-lo e cuidar da educação da pequena ave.

Após algumas semanas, o ovo se abriu e uma bela águia nasceu.
Infelizmente, a pequena águia foi criada como uma galinha e passou a acreditar que era mais uma ave do galinheiro da fazenda.
A águia amava seu lar e sua família, mas, intimamente, seu espírito sonhava com algo mais.

Um dia, enquanto ciscava o chão à procura de insetos, a águia olhou para o céu e viu um grupo de poderosas águias voando muito alto.
“OH”, a águia gritou, “como eu gostaria de voar como aquelas aves”.
As galinhas riram e zombaram: “Você não pode voar como aquelas aves. Você é uma galinha, e galinhas não voam”.

A águia continuou a mirar sua verdadeira família, sonhando que poderia estar lá em cima com aquelas belas aves.
Mas toda vez que ela revelava seus sonhos, era lembrada que isto não era possível. Isto foi o que a águia aprendeu a acreditar.
Com o passar do tempo, a águia parou de sonhar e continuou a viver sua vida de galinha.
Finalmente, após muitos anos vivendo como galinha, a águia morreu

(autor desconhecido).



Moral da história:

Você se torna naquilo que você acredita que é.

Assim, se você sonha que é uma águia, siga seus sonhos e não os conselhos das galinhas.
Ilustra uma das formas mais comuns de bloqueios à criatividade, os bloqueios culturais: barreiras que impomos a nós mesmos, geradas por pressões da sociedade, cultura ou grupo a que pertencemos.

Extraido de:
criatividade e inovaçao

Namasté...

Sem comentários: