CONTROLANDO A MENTE ...



Existe um incrível poder e inteligência no seu interior constantemente reagindo aos seus pensamentos e palavras. À medida que você vai aprendendo a controlar sua mente através da escolha consciente de pensamentos, você se alia a esse poder e inteligência.
Não pense que sua mente está no controle. Você é que controla sua mente. Você usa sua mente. Você pode parar de pensar esses velhos pensamentos.


Quando seu velho pensamento tenta voltar e dizer: "É muito difícil mudar" assuma o controle de sua mente e diga: "Agora escolho acreditar que está se tornando mais fácil para eu fazer mudanças". Pode ser que tenha de conversar assim com sua mente várias vezes, até que ela reconheça que você está no controle e que sua palavra é a que vale.


A única coisa sobre a qual você tem controle é o seu pensamento actual
Seus velhos pensamentos não existem mais; não há nada que você possa fazer sobre eles excepto vivenciar as experiências que causaram. Seus futuros pensamentos ainda não se formaram e você não sabe quais serão. No entanto, seu pensamento actual, o que você está pensando agora, está totalmente sob seu controle.



Exemplo

Suponhamos que você tenha um filho que há muito tempo recebeu permissão de ficar acordado até tarde. Num belo dia, você decide que agora quer que o garoto vá para a cama todas as noites às oito horas. Como acha que será a primeira noite?
Claro, a criança se rebelará contra essa nova regra e poderá berrar, chutar e inventar um monte de coisas para não ir se deitar.
Se você não ficar firme na sua decisão, seu filho ganhará a parada e tentará controlá-lo para sempre.
No entanto, se você não abrir mão do que decidiu, mantendo-a calma e insistindo que essa é a nova hora de dormir, a rebeldia ir diminuindo. Em duas ou três noites a nova rotina estará estabelecida.


O mesmo acontece com a sua mente. Claro que ela inicialmente se rebelar é pois não deseja ser retreinada. Porém, você está no controle e se, se mantiver firme e concentrado, dentro de pouco tempo o novo modo de pensar ficará estabelecido e será extremamente gratificante tomar consciência de que você não é uma vítima indefesa de seus Pensamentos, mas sim o patrão de sua mente.


Exercício: Deixando ir

Enquanto lê, tome uma respiração profunda e, à medida que for exalando, deixe toda a tensão sair de seu corpo. Deixe seu couro cabeludo, sua testa e seu rosto relaxarem. A cabeça não precisa estar tensa para você ler. Deixe a língua, a garganta e os ombros relaxarem. Você pode segurar o livro com braços e mãos relaxados. Faça isso agora - deixe as costas, o abdômen e a pélvis relaxarem. Deixe sua respiração se tranquilizar enquanto você vai relaxando as pernas e os pés.
Você sentiu uma grande mudança no seu corpo desde que começou o Parágrafo anterior? Note o quanto você se prende. Se está fazendo isso com seu corpo, está fazendo com sua mente.
Nessa posição relaxada, confortável, diga a si mesmo: "Estou disposto a deixar ir. Eu solto. Eu deixo ir. Solto toda a tensão. Solto todo o medo. Solto toda a raiva. Solto toda a culpa. Solto toda a tristeza. Deixo ir todas as minhas velhas limitações. Deixo ir e estou em paz. Estou em paz comigo

mesmo com o processo da vida. Estou em segurança". Estou em paz.
Repita esse exercício duas ou três vezes. Sinta como é fácil deixar ir. Faça-o de novo sempre que sentir pensamentos de dificuldade aparecendo. É preciso um pouco de treinamento para a rotina tornar-se uma parte integrante de sua vida. Quando você primeiro se põe nesse estado de paz, fica fácil para as afirmações se assentarem. Você torna-se aberto e receptivo a elas e não há mais necessidade de luta, tensão ou esforço. Apenas relaxe e se entregue aos pensamentos apropriados. Sim, é mesmo fácil.



Fonte: Você Pode Curar a Sua Vida - Louise Hay



Namasté...

Sem comentários: