O SILÊNCIO DOS ÍNDIOS ...




"Nós os índios conhecemos o silêncio.
Não temos medo dele.
Na verdade para nós ele é mais poderoso do que as palavras.
Nossos ancestrais foram educados nas maneiras do silêncio e eles nos transmitiram essa sabedoria.
"Observa, escuta e logo actua" nos diziam.
Esta é a maneira correcta de viver.

Observa os animais, para ver como cuidam de seus filhotes.
Observa os anciões, para ver como se comportam...
Observa o homem branco para ver o que querem.
Sempre observa primeiro com o coração e a mente quietos e então aprenderás.

Quando tiveres observado o suficiente então poderás actuar.
Com os brancos é o contrário.
Vocês aprendem falando.
Dão prémios às crianças que falam mais na escola.
Em suas festas todos tratam de falar.
No trabalho estão sempre tendo reuniões nas quais todos interrompem a todos e todos falam cinco, dez, cem vezes.

E chamam isso de "resolver um problema".
Talvez o silêncio seja duro demais a vocês porque mostram um lado que não quereis ver.
Quando estão numa habitação e há silêncio ficam nervosos.
Precisam preencher o espaço com sons.
Então falam compulsivamente mesmo antes de saber o que vão dizer.
Vocês gostam de discutir.
Nem sequer permitem que o outro termine uma frase.
 Sempre interrompem.

Para nós isso é muito desrespeitoso e muito estúpido inclusive.
Se começas a falar eu não vou te interromper.
Te escutarei.
Talvez deixe de escutar
se não gostar do que estás dizendo.
Mas não vou te interromper.

Quando terminares tomarei minha decisão sobre o que disseste, mas não te direi se não estou de acordo a menos que seja importante.
Do contrário simplesmente ficarei calado e me afastarei.
Terás dito o que preciso saber.
Não há mais nada a dizer.
Mas isso não é suficiente para a maioria de vocês.
Deveríamos pensar nas palavras como se fossem sementes.
Deveriam plantá-las e permiti-las crescer em silêncio.
Nossos ancestrais nos ensinaram que a terra está sempre nos falando e que devemos ficar em silêncio para escutá-la.
Existem muitas vozes além das nossas.
Muitas vozes.
Só vamos escutá-las em silêncio.

"Não sofremos de falta de comunicação mas ao contrário sofremos com todas as forças que nos obrigam a nos exprimir quando não temos grande coisa a dizer".
(Sabedoria indígena)


Norma Villares 

Namasté...

2 comentários:

virginia maria azevedo disse...

Realmente,aquele que silência sua mente e suas palavras,observará o quanto o silêncio nos ensina através da tranquilidade que este tesouro nos dá.É neste momento que a Energia Cósmica faz um sincronismo de nosso som e tom,com o tom e o som deste Universo,presenteando-nos com a Sabedoria que nos levará a uma realidade ampla de tudo que comungamos neste maravilhoso espaço.
Por amar tanto os indígenas apreendi com eles ,o segredo do silêncio,eles realmente são assim.

advogada espírita disse...

Namaste. Gostei de tudo que vi e ouvi. Tudo singelo, simples e profundo. E, aproveitando seus conhecimentos necessito de um auxílio para compreender a mensagem de uma aparição. Estava eu lendo uma obra edificante, sentada ao lado da janela e, como algumas vezes ocorre, levei-me a olhar o céu (que as vezes fala comigo) e uma fumaça, uma onda de energia sutil entrou passando pelo vidro e primeiro apresentou-se como borboleta, depois como pomba e por ultimo, pousando em meu joelho, como águia a me olhar fixamente. Durou uns tres minutos. Como interpretar isto. Trabalho com a mediunidade. Grata. Paz e Luz! Blunair. Porto Alegre/RS/Brasil.