CORAGEM ...




Aceitar com tranquilidade as mudanças que a vida traz para a nossa vida, é um aprendizado difícil e, por isso, nossa tendência inicial é resistir a elas durante algum tempo.

 
Para muitos seres humanos, os imprevistos são vistos como ameaças durante toda a vida.
Eles seguem cultivando um medo do novo que pode tornar sua jornada muito mais difícil, levando-os a desenvolver distúrbios emocionais bastante sérios, como a síndrome do pânico.

 
Quanto mais resistência há em enfrentar as transformações, maiores são as chances de que a doença e o desequilíbrio se instalem rapidamente.
Só há uma maneira de minimizar o temor e a ansiedade que uma mudança traz, é enxergá-la como uma valiosa oportunidade para que provemos nossa força interior.


Essa diferença de postura é essencial para que possamos vencer nossos bloqueios e inseguranças diante de situações desconhecidas.
Existem inúmeros recursos terapêuticos que podem nos ajudar neste caminho, só precisamos tomar a decisão e ir à busca daqueles que podem tornar o desafio da mudança menos árduo.

 
Resistir ao novo como se ele significasse sempre uma promessa de infelicidade, é parte da estratégia da mente para nos manter paralisados, vitimas da estagnação e do medo.

 
Muitas vezes, aquilo que visualizamos como segurança, não passa de uma prisão, na qual permanecemos durante muito tempo, agarrando-nos à ilusão de que ali o sofrimento não irá nos atingir.
Mas o pior que poderíamos experimentar já se encontra presente, que é a incapacidade de nos movermos de modo confiante para outras direções.•

Enquanto cultivarmos essa resistência, tudo continuará obscuro, e a luz da consciência jamais se fará presente.
Derrubar o muro que nos separa da felicidade e da paz, exige muita força de vontade e, acima de tudo, uma grande coragem para ir de encontro ao desconhecido sem qualquer temor.

"Eu estou tacteando no escuro. Osho, você poderia tirar-me disso?"


"Eu não vejo escuridão em lugar algum.
Você é que está mantendo os olhos fechados.
A escuridão não existe.
 É criação sua.
O sol está em todo lugar, a luz está em todo lugar, estamos em pleno meio-dia.
Mas você continua apertando os seus olhos, mantendo-os fechados.
Daí a escuridão.
Agora, ninguém pode forçar os seus olhos a se abrirem.

 
....Existem algumas coisas que você tem que fazer por si mesmo.
Esta é uma das coisas mais fundamentais da vida.
Se não fosse assim, mesmo em sua liberdade, você seria um escravo.
Se eu pudesse tirá-lo da sua escuridão, ou qualquer outra pessoa, aquela luz não seria muito luminosa.
Você estará aprisionado naquela luz, você não veio de livre e espontânea vontade, você não floresceu espontaneamente...."



Osho



Namasté...

Sem comentários: