DIETA DA ALMA ...





Cada dia cresce mais e mais a preocupação e os cuidados com o corpo.

Não faltam dietas, quer para emagrecer, engordar, manter o peso, controlar o colesterol, etc.

Todas têm um caminho certo:

Cuidar do organismo através do controle da alimentação, para uma vida mais saudável.

Com todo esse esforço da dietoterapia e das academias sejam louváveis e necessários, eu pergunto:

Quem vai cuidar da alma?

Qual a dieta que elimina as “toxinas” de nosso interior e o excesso de “gordura” de nossas emoções?

Na lógica das dietas alimentares, sem corte de tudo que é prejudicial para o organismo, seja por excesso e/ou contaminação, não são possíveis saúde e bem-estar.

Partindo dessa lógica, eu gostaria de prescrever uma dieta para a alma, a base de cortes radicais que somente serão possíveis através de uma grande força de vontade.

Esta força de vontade deve emergir da própria alma e será produzida pela certeza de que é preciso ser feliz.

Minha dieta está baseada na eliminação de cinco sentimentos que, enquanto estiverem em nós, produzem uma espécie de “lixo” interior:

Orgulho – inveja – amargura vingança - ódio...

Toda pessoa orgulhosa é doente e não se dá conta disso.

O orgulho, via de regra, conduz ao isolamento social e se fundamenta numa grande ilusão, a de querer ser aquilo que se é.

Todo orgulhoso termina a vida frustrada e só.

Eliminando o orgulho, você libera outros sentimentos que tornarão sua vida bem melhor.

A inveja é sempre um atestado de incompetência, além de ser pobreza de espírito.

É também a revelação de um péssimo carácter.

O invejoso tem um sorriso falso, tem uma mente doente e geralmente contamina outras pessoas, destruindo amizades e relacionamentos.

É bom a gente ver também o sucesso dos outros e ajudá-los em suas conquistas, pois neste mundo de Deus, há espaço para todos.

O invejoso é um fraco.

Toda pessoa amargurada vive sempre com a alma sangrando por dentro, gotejando lágrimas de um eterno sofrer.

A amargura, quando cria raízes no coração, produz o ressentimento, o desencantamento da vida, a tristeza contínua que logo é reflectida através de um olhar distante e sem brilho, pelo sorriso vazio ou pelo coração fechado para o amor.

Quantas pessoas há que não conseguem mais sorrir, perderam completamente a alegria de viver!

Como é possível viver feliz com amargura no coração ?

Na vida nada é melhor que um dia atrás do outro.

Por isso mesmo evite ser uma pessoa de espírito vingativo, pois a vingança é a arma dos fracos, dos que não têm Deus no coração.

A vida dá sempre muitas voltas e deixe que ela mesma se encarregará de esclarecer muitas coisas e, por mais difícil que seja, abençoe sempre os que lhe desejam o mal. Aprender a abençoar é também aprender a ser livre.

Por último, não permita jamais que o ódio se instale dentro de você.

Ele é uma espécie de tumor maligno em nossa afectividade e poderá um dia evoluir para um grande tumor maligno em nosso corpo.

Ele é irracional, prejudicial e desnecessário.

O ódio é sempre a negação do amor e falta do amor revela a ausência de Deus.

Quem odeia, não perdoa, e quem não perdoa vive intranquilo, sem paz e cheio de remorso.

O ódio é o câncer da alma!

A vida é um dom de Deus.

Viver bem é uma necessidade e também um desafio.

Cuide de seu corpo, elimine tudo que lhe faz mal, mas cuide também de sua vida interior eliminando as “toxinas” e as “gorduras” da alma;

Elas adoecem as emoções, deformam a estética de nossa interioridade e produzem muitos males ao longo da vida...


Desconheço o autor


Namasté...

Sem comentários: