A MEMÓRIA DE QUEM ÉS ...


Quando teu cansaço exceder e não te permitir repousar, quando tua mente inquieta invadir tua esperança e bloquear teus caminhos, quando tuas metas caírem por água abaixo e não encontrares meios para resgatar o que perdeste...
Pára, silencia teu ser e sê disponível à força da Criação, e ela chegar-te-á e cuidará de ti.
Quando nada te parecer adequado, quando as cores do teu céu já não mais importar, quando a dor que aperta teu peito já não mais incomodar, quando tudo que ouvires ou sentires já não mais interessar...
Pára, silencia teu ser e sê disponível a tua intuição e ela mostrar-te-á os meios para que encontres o que nem sabias haver perdido.
Quando teus campos interiores deixarem de florescer, quando tuas fontes límpidas deixarem de jorrar, quando teus vales não te permitirem correr em liberdade, quando o que era cheio de luz e calor estiver vazio e sem vida...
Pára, silencia teu ser e sê disponível a tua voz interior.
Deus fala através dela e por ser o seu Criador,
Este lembrar-te-á como resgatar as cores para todas as tuas flores, as águas límpidas para as tuas fontes, os ventos mornos para beijar tua fronte em liberdade e alegria.
Dar-te-á a memória de quem és, restabelecendo a luz do amor em todo o teu ser, apenas para ter a alegria de ver-te pleno, em paz, em muita paz.
"Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.
Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende.
E é assim que perdemos pessoas especiais".

Luz

Namasté...

Sem comentários: